Arquivo da categoria: Uncategorized

010.09 – O ESQUECIMENTO (vantagens e inconvenientes).

010.09 – O ESQUECIMENTO (vantagens e inconvenientes)

A mente humana é um órgão espectacular e ao mesmo tempo muito complexo. O esquecimento  é próprio do ser humano; afecta mais aos idosos, mas os jovens também não ficam imunes. Uma das formas de combater o esquecimento, é treinarmos dia a dia a nossa mente.

Graças a Allah Subhana Wataala, temos a capacidade de esquecer com alguma facilidade, senão estaríamos ainda hoje  a chorar as mortes dos nossos familiares ocorridos há varias décadas. Essa é a vantagem, de deixarmos para trás as desgraças e os maus momentos vividos. No entanto, por vezes, o passado deve ser  relembrado, para corrigirmos o presente e o  futuro.

Quando acompanhamos algum funeral, nessa ocasião, aproveitamos para lembrar que um dia seremos nós a sermos acompanhados. Por isso, se tivermos por hábito acompanharmos os funerais dos nossos amigos e familiares falecidos, Allah Subhana Wataala recompensará a eles e a nós também. Este bom hábito ajudar-nos-á a lembrar que é para lá o nosso destino final e isso ajudar-nos-á a interrogar-nos: “estamos a preparar esse caminho?”. Claro que não é para vivermos sempre obcecados com a morte, porque é na vida que se prepara a passagem para o Aquirat.

Continue a ler 010.09 – O ESQUECIMENTO (vantagens e inconvenientes).

010.08 – O CASAMENTO E O ADULTÉRIO

010.08 – O CASAMENTO E O ADULTÉRIO

O Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) deixou aos jovens a seguinte recomendação: “Ó grupo de jovens! Quem de entre vós puder casar que se case, pois isso ajudá-lo-á a baixar os seus olhares (das más coisas) e a guardar a sua vergonha”. (Relato de Al-Bhukari).

A religião islâmica, recomenda a pureza e a castidade. O casamento é uma  importante tradição (Sunnat) de Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam). Uma vez, 3 dos seus companheiros dirigiram-se à sua casa, para se informarem o que ele fazia para adorar a Allah. Depois de obterem as informações pretendidas,  referiram: “Eu passarei a noite toda a adorar a Deus; O segundo disse: Eu jejuarei o resto da minha vida; O terceiro referiu: Eu ficarei longe das mulheres e nunca me vou casar.” Quando o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) soube, disse-lhes: “Juro por Allah, eu temo mais a Deus e faço mais adorações que vós. Mesmo assim jejuo e me alimento; faço a oração, durmo e caso-me. Assim, quem rejeita o meu sunnat (a minha tradição), não pertence ao meu grupo.” (relatos de Al-Bhukari e Musslim).

O casamento é de elevada importância. Se um jovem reuniu  condições financeiras para  efectuar a peregrinação (Haje), mas que tem receio de cometer adultério,  deve dar prioridade ao casamento. Perante o Issalm,   só no casamento religioso (Nikah) é que o muçulmano pode  satisfazer os desejos sexuais. No entanto o jovem pode casar-se e ir fazer o Haje, porque  os gastos do casamento serão mínimos se cumprir estritamente com o sunnat, ao contrário do que acontece nos nossos dias, que torna o casamento um verdadeiro  pesadelo financeiro para as famílias.

O Homossexualismo e a masturbação são proibidos. O Profeta Salalahu Aleihi Wassalam), referiu que sete tipos de pessoas não entrarão no Paraíso:

1)- O que se masturba:

2)- O que pratica o homossexualismo;

3)- Com quem é praticado o homossexualismo;

4)- O alcoólatra;

5)- O que maltrata e bate nos seus pais;

6)- O que maltrata os seus vizinhos até ao ponto deles o amaldiçoarem;

7) O que comete adultério com a mulher do seu vizinho.

Deus, aniquilou o povo de Lot (Aleihi Salam) por prática de homossexualismo.

Rabaná ghfirli waliwa lidaiá wa lilmu-minina yau ma yakumul hisab”. “Ó Senhor nosso, no Dia da Prestação de Contas, perdoa-me a mim, aos meus pais e aos crentes”. Cur’ane 14:41. “Wa ma alaina il lal balá gul mubin”  “E não nos cabe mais do que transmitir claramente a mensagem”. Surat Yácin 3:17. “Wa Áhiro da wuahum anil hamdulillahi Rabil ãlamine”. E a conclusão das suas preces será: Louvado seja Allah, Senhor do Universo!”. Cur’ane 10.10.

Abdul Rehman Mangá

010.07 – O TRABALHO

010.07 – O TRABALHO

Allah, Subhana Wataãla, refere no sagrado Cur’ane: “E fizémos o dia como um período de subsistência”. Cap,78 vers.11. E também refere: “Trabalhai: Allah e o seu Mensageiro e os crentes verão as vossas obras e vós sereis levados ao Conhecedor do invisível e do visível e Ele vos dirá o que costumáveis fazer.” Cap.9, vers.105.

Toda a nossa actividade está sujeita à supervisão do nosso Criador, pelo que devemos tentar fazer o nosso trabalho com zelo e dedicação, de modo a obtermos a satisfação Dele.

O ser humano necessita de trabalhar para ganhar o seu sustento e da sua família, de modo a serem  auto-suficientes, evitando assim de recorrerem à mendicidade.

Os Profetas, Aleihi Salam (Que a Paz de Allah esteja com eles), trabalharam e  sustentaram as suas famílias. O profeta Zacarias era carpinteiro. O Profeta Daud (David), embora fosse rei, fabricava armaduras de ferro e vendia-as para o seu sustento e da  família. O Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam), foi um exemplo de trabalho árduo. Apascentou carneiros quando era mais novo. Depois dedicou-se ao comércio, percorrendo grandes distância para comercializar e trocar produtos. Para  a sua subsistência trabalhou para não ser dependente. Mesmos os companheiros do Profeta (Radiyalahu an-Huma), eram também trabalhadores exemplares.

Continue a ler 010.07 – O TRABALHO

010.06 – RECOMENDAR O BEM (MA’RUF) E PROIBIR O ILÍCITO (AL-MUNKAR)

010.06 – RECOMENDAR O BEM (MA’RUF) E PROIBIR O ILÍCITO (AL-MUNKAR)

1 – Recomendar o Bem e Proibir o Mal.

“Yiá Buneiiá, Aquimi Salat……….” “Ó meu filho, faça a  oração (na sua devida hora), recomenda as pessoas para o bem (ma’ruf) , proibi o ilícito (al-munkar) e sofre pacientemente em tudo o que te suceda, porque isto é firmeza”. Cur’ane 31.17. 

Allah, Rabbil Ãanlamin, Senhor (Protector e Sustentador) dos mundos, criou o ser humano na mais perfeita das condições. Atribuiu-lhe os critérios do bem e do mal, para que o homem possa reflectir e ser agradecido. Allah também criou tudo o que está na terra e nos céus para benefício do homem, mas alertou-o para se afastar da imoralidade e da corrupção.

Deus dividiu os seres humanos em povos diferentes, para que se possam conhecer e ajudar-se mutuamente. A diversidade é benéfica e seria enfadonho estarmos todos “vestidos de amarelo”. O Islam é uma religião universal não sectária, que implica ter fé em Allah, praticar e recomendar o bem, afastar e combater o mal. “Os crentes são irmãos uns dos outros…”. Cur’ane 49:10. O Islam é viver em Paz consigo mesmo, com o seu semelhante e também com a natureza.

O bem e o mal estarão sempre presentes e em confronto na vida do ser humano. Os crentes que têm fé, temor em Allah e esperança na Misericórdia Divina, fomentarão o bem e afastar-se-ão do mal. Outros embriagados pelos prazeres da vida terrena, esquecerão a verdadeira vida que lhes espera no além.

Continue a ler 010.06 – RECOMENDAR O BEM (MA’RUF) E PROIBIR O ILÍCITO (AL-MUNKAR)

010.05 – RECONCILIAÇÂO E O PERDÃO

010-05 – RECONCILIAÇÂO E O PERDÃO

“Bem- aventurado aquele que perdoa, procurando a reconciliação”.

“Implora o perdão a Allah, porque Ele é Indulgente, Misericordiosíssimo”. Cur’ane 4.106.

O Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: 1)- “Se não tivésseis cometido faltas, Allah, o Altíssimo haveria criado outro povo que as teria cometido e acto contínuo, teria pedido perdão e Allah o teria perdoado”. Relato de Khaled Ibn Zaid (Radiyalahu an-hu)  em Muslim. 2)- Todos os filhos de Adam (Aleihi Salam), são pecadores, mas o melhor dos pecadores é aquele que se arrepende”. Tirmidhi.

Muitas pessoas são orgulhosas e por isso, sentem dificuldades em pedir desculpas, mesmo reconhecendo que cometeram erros ou magoaram o seu semelhante. Parece que sentem um nó na garganta quando têm de dizer a palavra mágica da reconciliação: “desculpa-me”. Para alguns, é mais fácil pedir perdão a Deus do que ao seu semelhante. E porquê? Porque pensam que não estão na presença de Deus e por isso não se sentem constrangidos. Ao pensarem assim, não estão a ser sinceros e dificilmente Allah aceitará os seus pedidos. E Allah sabe melhor!  O melhor crente,  é aquele que pede desculpas antes do seu semelhante o pedir.

Estamos sempre a tempo de pedir perdão aos nossos irmãos, procurando a reconciliação, em especial a familiar, antes que a morte nos apanhe. Abu huraira (Radiyalahu an-hu) referiu que o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “Não é permitido a um crente deixar de falar com outro crente, por um período acima de três dias. Se passarem 3 dias, ele deve procurar com quem se zangou e saúda-lo. Se o outro responder a saudação, ambos partilharão a recompensa. Mas se não retribuir a saudação, então este carregará o fardo do seu pecado e quem tiver cumprimentado, estará livre do pecado”. Relato de Abu Daud.

Continue a ler 010.05 – RECONCILIAÇÂO E O PERDÃO

010.04 – VIVER E MORRER MUÇULMANO (SUBMISSO A DEUS).

010.04 – VIVER E MORRER MUÇULMANO (SUBMISSO A DEUS).

تَوَفَّنِىۡ مُسۡلِمًا وَّاَلۡحِقۡنِىۡ بِالصّٰلِحِيۡنَ‏    “Tawaffani musliman wa alhiqni bi sualihin” – “…Faz com que eu morra muçulmano (submisso a Ti) e junta-me aos virtuosos”. Cur’ane 12.101

رَبَّنَاۤ اَفۡرِغۡ عَلَيۡنَا صَبۡرًا وَّتَوَفَّنَا مُسۡلِمِيۡنَ  “Rabbaná af-rig ãleiná sab-ran wa ta wa fana muslimin” – “…Senhor nosso, concede-nos a paciência e faz com que morramos submissos a Ti (como muçulmanos)!”. Cur’ane 7:126

Abdullah Ibn Massude (Radyialahu an-hu), referiu que O Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) jurou por Allah e disse: “acontece que um de vós praticar acções próprias  da gente do paraíso até não faltar senão um palmo para chegar a este (paraíso) e aí ele ser  antecipado pelo livro e  começar a praticar acções da gente do inferno e assim ele entrar no inferno. E acontece que um de vós praticar acções da gente  do inferno  até não faltar senão um palmo para chegar ao inferno e começar a praticar  acções  da gente do paraíso e entrar no paraíso. (Bukari e Muslim).

Continue a ler 010.04 – VIVER E MORRER MUÇULMANO (SUBMISSO A DEUS).

010.03 – A CASTIDADE E O ADULTERIO

010.03 – A CASTIDADE / O ADUTÉRIO

Denny Pattyn é um padre americano diferente dos outros. Em 1996 criou no Arizona, o programa “Silver Ring Thing”. O objectivo é incitar os jovens a coibir-se de qualquer relação sexual antes do casamento, para não viverem em pecado. Pattyn organiza reuniões que assistem milhares de americanos, que lêem a Bíblia  e depois se comprometem, perante o Senhor, a reservar a virgindade para o seu futuro cônjuge. No final da cerimónia, cada participante enfia no anelar esquerdo, um anel de prata em que está inscrito um versículo da Bíblia. Usam-no até ao casamento. As ideias do Padre Pattyn, coincidem com a religião Islâmica. O seu discurso é bem recebido na TV Francesa. É branco, americano e cristão. Se fosse um árabe ou um muçulmano a referirem o mesmo, os “médias” acusá-lo-iam de atraso, crueldade e misoginia. (Parte do publicado no “Courrier Internacional” do mês de Outubro de 2009, com o título “Dois pesos, Duas medidas.” – The Guardian – Londres 20-07.2009. O articulista, Alaa Al-Aswany, é escritor e dentista de profissão).

No tempo dos nossos Profetas o adultério (relações sexuais fora do casamento), eram severamente punidas. Nos tempos actuais e em especial nas sociedades ditas desenvolvidas, essa imoralidade é uma constante das nossas vidas.  Quantas vezes são justificadas essas atitudes, com o argumento  que, isso era antigamente e que agora os tempos já são outros.  No entanto, o Deus que existia nos tempos dos nossos Profetas, continua  a existir e será eternamente o mesmo.  Por outro lado, que tipo de ser humano é esse  que não quer saber que a sua companheira na imoralidade também pode ser uma  mãe, uma  esposa ou uma  irmã?

De acordo com uma narrativa de Abu Huraira (Radiyalahu an-hu), o Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam), referiu: “Garantam-me 6 coisas e eu dou-vos a certeza da entrada no Paraíso: Abu Huraira (Radiyalahu an-hu) perguntou quais são essas 6 coisas, o que lhe foi respondido: 1 – A Oração; 2 –  O Zakah (a esmola); 3 –  A Honestidade; 4 –  A Castidade; 5 –  O estômago e  6 – A Língua. – Relato de At-Tabarani.

Deus, o Altíssimo, refere no Cur’ane: E não vos aproximeis do adultério, porque é uma abominação e um mau caminho.” Cap. 17, vers.32.

O Novo Testamento refere: “Sabes os mandamentos: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, honra o teu pai e a tua mãe. – Lucas 18:20; “Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério.” Mateus 5:27

O Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse; Quando o jovem atinge a puberdade deve-lhe fazer casar. Se ele atingir a puberdade e o pai não lhe fizer casar, e como tal cometeu adultério, então o pecado recairá sobre o pai.

 Rabaná ghfirli waliwa lidaiá wa lilmu-minina yau ma yakumul hisab”. “Ó Senhor nosso, no Dia da Prestação de Contas, perdoa-me a mim, aos meus pais e aos crentes”. Cur’ane 14:41. “Wa ma alaina il lal balá gul mubin”  “E não nos cabe mais do que transmitir claramente a mensagem”. Surat Yácin 3:17. “Wa Áhiro da wuahum anil hamdulillahi Rabil ãlamine”. E a conclusão das suas preces será: Louvado seja Allah, Senhor do Universo!”. Cur’ane 10.10.

Abdul Rehman Mangá

 

010.01 – A CARACTERÍSTICA DOS CRENTES

010.01  – A CARACTERÍSTICA DOS CRENTES

As características dos verdadeiros crentes são descritas no Cur’ane, no Surat Mumenin: “1, Certamente que os crentes obterão o verdadeiro sucesso; 2, Que realizam as suas orações com humildade; 3, Que desdenham a vaidade; 4, Que pagam o zakat; 5, Que observam a castidade; 6, Excepto para as suas esposas, nisso não serão reprovados; 7, Mas aqueles que se excederem nisso, serão os transgressores; 8, Os que respeitam as suas obrigações e seus pactos; 9, E que observam as suas orações; 10, Estes serão os herdeiros; 11, herdarão o Paraíso, onde morarão eternamente. ”. Cur’ane 23: 1, 2. O Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) referiu: “O muçulmano é aquele de cuja língua e as mãos, os outros muçulmanos estão seguros”. At-Tirmizi e Na-Nassai.

Este versículo foi revelado num momento em que os chefes de Maka, inimigos do islão, prosperavam na vida, por serem detentores de riquezas, enquanto os outros que abraçaram o Isslam, eram pobres desde o início ou porque lhes tinham sido usurpados os bens, como represálias. Com este versículo, ficou claro de que o verdadeiro sucesso não era o que os adoradores de ídolos pensavam que tinham, pois o mesmo era limitado no tempo. Pelo contrário, os que se reverteram para o monoteísmo preconizado pelo Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam), tinham a convicção de que o sucesso seria obtido em especial na vida futura e eterna, obedecendo a Allah subhanahu Wataala e aos Seus Mensageiros. Os seus corações estavam entre o receio e a tranquilidade. Receosos de cometerem actos contrários aos ensinamentos do Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam), mas tranquilos, porque sabiam que Misericórdia e ajuda de Deus estarão sempre com eles.

Continue a ler 010.01 – A CARACTERÍSTICA DOS CRENTES

009.01 – LA ILAHA – ILLA ALLAH . Não há outra divindade, senão Deus, a Única Divindade.

009.01 – “LA ILAHA – ILLA ALLAH” – Não há outra divindade, senão Deus, a Única Divindade.

Todos os louvores são para Allah, o Único, o Criador de tudo o que existe. Que a Paz de Allah esteja com todos os Profetas, que se sacrificaram para nos deixarem a mensagem de Allah, o Misericordioso e Perdoador. As Bênçãos e a Paz de Allah estejam, com Muhammad, sua família e seus companheiros. A Paz e Misericórdia de Allah estejam com todos os crentes.

O ser humano tem uma vida agitada, cheia de altos e baixos. Hoje está amuado, por causa dos problemas que afectam a sua vida particular. Mas amanhã poderá estar satisfeito, porque a situação poder-se-á inverter. Está sempre preocupado com a sua subsistência e com o futuro dos seus. Nesta correria, muitas vezes esquece-se de que existe o Criador de todas as coisas. O Criador da abundância, da fome, da saúde e da doença. ”Não há deus, salvo Ele (Allah), Ele é que dá a vida e a morte”. Cur’ane 7:185. Nos momentos de alegria, da dor, da pobreza e da riqueza, devemos recordar a Allah Subhanahu Wataala. Nos momentos de satisfação, o submisso a Deus exclama: Al Hamdullilah (Louvado seja Allah): Nos momentos de aflição, quando se sente em baixo, pede apoio ao Único que lhe pode acudir: LA ILAHA – ILLA LLAH.

Continue a ler 009.01 – LA ILAHA – ILLA ALLAH . Não há outra divindade, senão Deus, a Única Divindade.

A CHEGADA DOS MESES DE SHAABAN E DO RAMADAN

O MÊS DE SHA’BAAN, ANUNCIANDO A CHEGADA DO MÊS SAGRADO DE RAMADAN

De acordo com o referido por Aicha (Radiyalahu an-ha), no Bukhari e Muslim, o Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) jejuava mais no mês de Sha’baan, em relação aos restantes meses (mas só jejuava o mês inteiro no Ramadan). Usaamah Ibn Zayid (Radiyalahu an-hu), referiu que o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “Este é  o mês entre Rajab e Ramadan, que as pessoas não prestam atenção e é um mês em que as boas acções ascendem ao Senhor dos Mundos; eu gosto porque as minhas acções ascendem quando estou jejuando”. (Al Nassa’i.).

Continue a ler A CHEGADA DOS MESES DE SHAABAN E DO RAMADAN