009.01 – LA ILAHA – ILLA ALLAH . Não há outra divindade, senão Deus, a Única Divindade.

009.01 – “LA ILAHA – ILLA ALLAH” – Não há outra divindade, senão Deus, a Única Divindade.

Todos os louvores são para Allah, o Único, o Criador de tudo o que existe. Que a Paz de Allah esteja com todos os Profetas, que se sacrificaram para nos deixarem a mensagem de Allah, o Misericordioso e Perdoador. As Bênçãos e a Paz de Allah estejam, com Muhammad, sua família e seus companheiros. A Paz e Misericórdia de Allah estejam com todos os crentes.

O ser humano tem uma vida agitada, cheia de altos e baixos. Hoje está amuado, por causa dos problemas que afectam a sua vida particular. Mas amanhã poderá estar satisfeito, porque a situação poder-se-á inverter. Está sempre preocupado com a sua subsistência e com o futuro dos seus. Nesta correria, muitas vezes esquece-se de que existe o Criador de todas as coisas. O Criador da abundância, da fome, da saúde e da doença. ”Não há deus, salvo Ele (Allah), Ele é que dá a vida e a morte”. Cur’ane 7:185. Nos momentos de alegria, da dor, da pobreza e da riqueza, devemos recordar a Allah Subhanahu Wataala. Nos momentos de satisfação, o submisso a Deus exclama: Al Hamdullilah (Louvado seja Allah): Nos momentos de aflição, quando se sente em baixo, pede apoio ao Único que lhe pode acudir: LA ILAHA – ILLA LLAH.

O Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) referiu: “a melhor prece, é a prece no Dia de Arafat e o melhor  que eu e os Profetas que me antecederam, foi ter dito Não há deus senão Allah, sem nenhum parceiro – LA ILAHA – ILLA LLAH, WAHDAHÚ LÁ SHARIKA LAH” Maliks Muwatta 15:8.32.

Muitas vezes a nossa fé atinge níveis baixos preocupantes, devido aos pecados ou à nossa distracção. Quando os nossos corações ficam manchados, devemos remover as nódoas, pedindo perdão (Astagfirullah!) e ao mesmo tempo renovar e fortalecer a nossa convicção em LA ILAHA – ILLA LLAH- Não há outra divindade, senão Allah, a única Divindade). Abu Huraira (Radiyalahu an-hu) referiu que o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalamo) disse: “Continuem a renovar o vosso iman (fé)”. Os companheiros quiseram saber como. Ele respondeu: “Recitando constantemente “LA ILAHA – ILLA LLAH”. Se os pecados aumentarem, os nossos corações ficarão enegrecidos: Qual, em seus corações há a infâmia, a desonra, pelo que cometeram”. Cur’ane 83:14.

Quando ouvimos ou vemos algo contrário aos nossos princípios religiosos, apaguemos essa imagem com LA ILAHA – ILLA LLAH. Ensinai estas palavras às vossas crianças, na altura delas começarem a aprender a falar. Incentivai-as para que continuem a pronunciar este testemunho de fé, ao longo das suas vidas. Será uma facilidade na altura da morte. Muitas vezes, certos pecados não “removidos”, dificultam a recitação do Kalimah àqueles que se encontram na agonia da morte.

Sempre que cometermos um pecado, devemos “removê-lo” a tempo, pedindo perdão e praticando a seguir uma boa acção. “Implorai o perdão do vosso Senhor e voltai-vos a Ele, arrependidos…” 11:3. Sempre que magoarmos alguém, proferindo palavras injuriosas, devemos reflectir e pedirmos desculpas pela nossa atitude. Recitemos  alto na presença daquele que está às portas da morte. “ASTAHFIRULLAH – LA ILAHA – ILLA LLAH MUHAMMADU RASSULU LLAH – Peço perdão a Allah, Não há outra divindade, senão Deus e Muhammad é o Seu mensageiro”, como forma de o lembrar e o incentivar a declarar esta chave para o paraíso. Felizardo aquele que pronunciar estas palavras na altura da sua morte.

Quando vamos acompanhar um ente querido para o deixarmos na sua morada provisória – a sepultura, ficamos perturbados com a pequenez e a escuridão do local. Um arrepio invade o nosso corpo e desperta-nos para a realidade que muitas vezes esquecemos: também lá iremos parar, mais cedo ou mais tarde. A recitação regular e com convicção de LA ILAHA – ILLA LLAH, será uma vela, uma lâmpada, uma iluminação que nos fará companhia e não nos abandonará até ao dia da Prestação de Contas, até que sejamos admitidos no paraíso. Utban Bin Malik Al-Ansari, que era um dos homens da tribo de Bani Salim, referiu: “O apóstolo de Deus veio ter comigo e disse: “Se alguém se apresentar no dia da Ressurreição  e que tenha dito LA ILAHA – ILLA LLAH, com sinceridade e com a intenção de obter a satisfação de Allah, o Misericordioso e Perdoador fará com que o fogo do inferno lhe seja proibido”. Bukari 76:431.

Recitar simplesmente LA ILAHA – ILLA LLAH, não será o suficiente para a obtenção da chave do paraíso. A recitação deste Kalimah, deve reflectir com sinceridade, as nossas convicções espirituais, não só do momento, mas da maior parte da nossa vida. Quando declaramos que não há outra divindade, excepto Allah, o Único, o Eterno, é porque todas as nossas orações e as nossas preces são só a Ele dirigidas. E por isso devemos seguir os Seus mandamentos e as orientações dos Seus Profetas. Devemos estar entre o temor a Allah e a esperança da Sua infinita Misericórdia. Só assim é que faz sentido que LA ILAHA – ILLA LLAH nos conduza ao paraíso. O ser humano é por natureza pecador. “Todos os filhos de Adão são pecadores e os melhores dentre os pecadores, são aqueles que se arrependem”. Tirmidi. Mas há certos tipos de pecados para os quais teremos de prestar contas. No entanto, Deus perdoa a quem quer e castiga a quem quer. Anas (Radialahu an-hu) referiu que o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “Allah, Todo o Poderoso, decretará no Dia do Julgamento: “Tirem do inferno, a pessoa que professou LA ILAHA – ILLA LLAH. E tirem aquele que tinha fé no interior do seu coração do tamanho de um grão. Tirem todos estes que recitaram LA ILAHA – ILLA LLAH ou Me recordaram em qualquer altura ou Me temeram em qualquer ocasião”.

Abu Darda (Radiyalahu an-hu), referiu que Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “A pessoa que recitar LA ILAHA – ILLA LLAH cem vezes diariamente, no Dia do Julgamento Final, será ressuscitada com a sua face brilhando como a lua cheia e ninguém a ultrapassará nesta categoria excepto aquele que recitar o Kalimah mais vezes do que ele”. Ibn Majá

LA ILAHA – ILLA LLAH, WA LÁHU AKBAR, WA ANÁ MINAL MUSLIMINA- Ninguém é digno de ser adorado, excepto Allah, Deus é o Maior e eu sou submisso a Allah.

“Rabaná ghfirli waliwa lidaiá wa lilmu-minina yau ma yakumul hisab”. “Ó Senhor nosso, no Dia da Prestação de Contas, perdoa-me a mim, aos meus pais e aos crentes”. Cur’ane 14:41

“Wa ma alaina il lal balá gul mubin”  “E não nos cabe mais do que transmitir claramente a mensagem”. Surat Yácin 3:17. “Wa Áhiro da wuahum anil hamdulillahi Rabil ãlamine”. E a conclusão das suas preces será: Louvado seja Allah, Senhor do Universo!”. 10.10.

Abdul Rehman Mangá

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s