Todos os artigos de abdulrehmanmanga

UM LONGO HADICE QUE NOS ENSINA A ESSÊNCIA DO ISLAM

 

Um longo hadice, que nos ensina a essência do Isslam

Hazrat Umar (Radyialahu an-hu), relatou: Certo dia, quando estávamos sentados junto do Profeta de Deus (Salalahu Aleihi Wassalam), apareceu um homem de roupa muito branca e cabelo  muito preto, em que não se notava qualquer vestígio de viagem e nem era conhecido de qualquer um de nós. Foi sentar-se junto de Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam). Encostando os seus joelhos aos dele e colocando as suas mãos sobre as pernas dele, disse: Ò Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam), fala-me acerca do Isslam!

O Mensageiro de Deus (Salalahu Aleihi Wassalam) respondeu: “O Isslam exige que prestes testemunho de que não há outra divindade além de Deus e de que Muhammad é o Seu Mensageiro; que observes a oração e que pagues o Zakat; que jejues no mês de Ramadan e que realizes à peregrinação à Caaba, se tens meios para isso”.

Continue a ler UM LONGO HADICE QUE NOS ENSINA A ESSÊNCIA DO ISLAM

AS ANEDOTAS E A RELIGIÃO

AS ANEDOTAS E AS RELIGIÕES

O ser humano sempre gostou de contar anedotas e piadas como forma de passar o tempo. Com a internet, as referidas piadas circulam e multiplicam-se a uma velocidade impressionante. As novas tecnologias constituem um meio poderoso  de divulgação do bem e do mal. Quando os artigos, as piadas e as anedotas são recebidos via email,  algumas pessoas têm a  tendência de os reencaminhar sem efectuarem qualquer tipo de “filtragem”. Abu Huraira (Radiyalahu an-hu), relatou que o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “Para que um ser humano se torne mentiroso, é suficiente  que faça circular (sem o verificar) tudo o que ouve”. (Muslim).

Vou referir-me às anedotas acerca das Religiões e dos Profetas,  que circulam pelo mundo todo, através deste meio de comunicação.

Continue a ler AS ANEDOTAS E A RELIGIÃO

AL DIN AL NASSIAH – A RELIGIÃO, A PRÁTICA E A SOLIDARIEDADE

AL DIN AL NASSI’AH – A RELIGIÃO, A PRÁTICA E A SOLIDARIEDADE.

AL Din – a Religião, é o código de vida para o muçulmano, um bem muito precioso, que deve ser partilhado com outros. É o exemplo da riqueza, que deve ser repartido através do Zakate (contribuição obrigatória) e do Sadaká (a facultativa). Essa solidariedade que a própria religião nos ensina, pode denominar-se de “AL Nassi’ah”. A conjugação destes dois factores, a religião e a solidariedade, origina as palavras “AL DIN AL NASSI’AH”. São só duas palavras, mas com um significado muito abrangente. São vários os exemplos na língua árabe de duas palavras que dão ênfase a uma situação. Para melhor entendermos essa importância, vamos recorrer ao significado de duas famosas palavras do Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam), quando se referiu à importância da Peregrinação a Maka, dizendo: “O Haj é Arafah”.  Estas duas palavras reflectem a importância de Arafah no cumprimento do Haj. Se o peregrino cumprir com os rituais do Haj, tais como, o Tawaf (circundar a Casa de Deus 7 vezes), percorrer também 7 vezes os montes Safa e Marwa, permanecer em Miná e em Muzdalifa, atirar as pedrinhas aos sheitanes (diabos) e cumprir com o Curbani (sacrifício), mas se por qualquer motivo não permanecer em Arafaf no dia e no tempo prescrito, então deverá fazer um novo Haj. Apesar da “estadia” em Arafah ser só por poucas horas em relação aos 5 dias do Haj, acaba por ser determinante para se considerar a peregrinação completa.

Continue a ler AL DIN AL NASSIAH – A RELIGIÃO, A PRÁTICA E A SOLIDARIEDADE

OS INÚMEROS BENEFÍCIOS PELO CUMPRIMENTO DA RELIGIÃO

OS INÚMEROS BENEFÍCIOS PELO CUMPRIMENTO DA RELIGIÃO:

A insatisfação, é uma das características do ser humano. Está sempre a correr, procurando o seu sustento. Mesmo que Deus lhe dê o suficiente para viver com dignidade, procura amealhar mais e mais, esquecendo que a morte está sempre à espreita. Vive amargurado com os problemas que lhe afectam. Quando é contrariado, Irrita-se por tudo e por nada. Por um lado a insatisfação é salutar, porque obriga o ser humano a descobrir meios tecnológicos avançados para produzir mais riqueza. Mas a insatisfação desmedida, provoca  uma sensação de vazio. Não tira proveito do muito que tem e não partilha a riqueza com os familiares e os necessitados. Quando o “clik” acontece, acorda, mas já é tarde, pois com a idade avançada, na prática, os seus bens já não lhe pertencem. Abu Huraira (Radiyalaho an-hu) referiu que alguém perguntou ao Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam), qual a melhor caridade que merece maior recompensa. Ele respondeu: “É quando se entrega a caridade no gozo de plena saúde, com poucos meios e temendo a pobreza, mas com esperanças de enriquecer. Que não aconteça só na altura da morte, quando os bens já não lhe pertencem e diz: “isto é para fulano, aquilo para beltrano”, quando na realidade os bens já não lhe pertencem”. Bukhari e Muslim. Quando for acompanhado para a sua morada provisória, a sepultura, nada levará, senão um pano branco para lhe cobrir a nudez.

Continue a ler OS INÚMEROS BENEFÍCIOS PELO CUMPRIMENTO DA RELIGIÃO

PORQUÊ A RELIGIÃO ISLÂMICA?

PORQUÊ A RELIGIÃ0 ISLÂMICA?

 O Profeta Abraão (Que a Paz de Deus esteja com ele) é o tronco comum das 3 religiões monoteístas, judeus, Cristãos e Muçulmanos. Do seu segundo filho Isaac (Que a Paz de Deus esteja com ele), vieram os Profetas como, Jacob José, Moisés, David, Salomão e Jesus (Que a Paz de Deus esteja com eles). Foi uma promessa de Deus, em abençoar a descendência de Abraão. Da linhagem de Ismael, primogénito de Abraão (Que a Paz de Deus esteja com eles), Deus também  abençoou a humanidade com a vinda de Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam). Este princípio é aceite pelos muçulmanos, porque um dos pilares da fé Islâmica, é acreditar em todos os Profetas que Deus enviou para a humanidade e também por ser referido  no Cur’ane: “Cremos em Deus, no que foi revelado a Abraão, a Ismael, a Isaac, a Jacob e no que foi dado a Moisés e a Jesus e no que foi dado aos Profetas pelo seu Senhor. Não fazemos distinção entre nenhum deles e somos submissos a Deus, a quem nós adoramos”.

Segundo “Gênesis”, Deus Todo Poderoso, prometeu transformar Isaac  e Ismael em grandes  nações. Também  “Gênesis” refere Sara e Hagar, como mães, respectivamente de Isaac e Ismael.

Continue a ler PORQUÊ A RELIGIÃO ISLÂMICA?

ESPIRITUALIDADE NO ISLAM – ISLÃO

A ESPIRITUALIDADE NO ISLAM

Intervenção efectuada na conferência “Utopia e Espiritualidade” que se realizou no passado dia 18 de Outubro de 2008, na Faculdade de Letras do Porto.

MINHAS SENHORAS, MEUS SENHORES,

ASSALAMO ALEIKUM

Esta é a saudação dos muçulmanos, que significa – QUE A PAZ DE DEUS ESTEJA CONVOSCO. O Profeta Muhammad (Que a Paz e as bênçãos de Deus estejam com ele), recomendou-nos para utilizarmos esta expressão, a fim de saudarmos os nossos irmãos de fé e não só. Recomendou-nos também para saudarmos tantas vezes quantas as que encontrarmos com o mesmo irmão ou irmã, no mesmo dia. É uma forma de aumentarmos a harmonia e a amizade entre nós.

Quando Deus, o Altíssimo, criou Adão, que a Paz de Deus esteja com ele, disse-lhe: “Dirigi-te aos anjos que estão sentados acolá e atenta para o modo como te vão saudar, pois será também o modo de saudares a tua descendência”. Adão se aproximou dos anjos e disse: “A Paz esteja convosco!”. E eles responderam: “A Paz e a Misericórdia de Deus estejam contigo!”.

Continue a ler ESPIRITUALIDADE NO ISLAM – ISLÃO

OS PILARES DA FÉ ISLÂMICA

OS PILARES DA FÉ

 1 – CRER EM DEUS

 Amantu bilahi wamalaikatihi wakutubihi warussulihi wal-iaumil akhiri walkaderi heirihi waxarihi minal llahi taãla walbanci bandalmauti.

 São  7  os  pilares  da  fé: 1)- Crer em Deus; 2)- Crer nos Seus Anjos; 3)- Crer nos Seus Livros; 4)- Crer nos Seus Mensageiros; 5)- Crer no Dia do Juízo Final; 6)- Crença na Predestinação e 7)- Crença na Ressurreição.

A Unicidade do Criador é a crença de que Deus é o único Criador, o único Sustentador, o único Organizador de todo o universo. Ele não foi gerado e é Eterno. Refere o Cur’ane; “Deus é o Criador de tudo e é de tudo o Guardião.” (Cur’ane 6.62); Diz: Tomareis por protector outro que não seja Deus, Criador dos céus e da terra, sendo que é Ele Quem vos sustenta, sem ter necessidade de ser sustentado?” (Cur’ane 6.14).

Continue a ler OS PILARES DA FÉ ISLÂMICA

PRINCIPIOS GERAIS DO ISLÃO

A RELIGIÃO ISLÂMICA-PRINCIPIOS GERAIS

– O ISLAM – ISLÃO OS MUÇULMANOS

O nome da Religião é o ISLÃO – ISLAM, que deriva da palavra arábica “Silm” – “Salam”, cujo significado é PAZ. “Salam” pode também significar saudar-se reciprocamente com paz. Significa mais do que isso – significa a submissão a Um só Deus, viver em paz com o Criador, viver em paz consigo mesmo, viver em paz com as outras pessoas e viver em paz com o ambiente.

O Islão é um sistema de vida completo. Os seguidores do Islão são chamados “Muçulmanos”.

Um Muçulmano é qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo, cuja obediência, dedicação e lealdade são exclusivamente para Deus, o Senhor e Criador do Universo.

Continue a ler PRINCIPIOS GERAIS DO ISLÃO