022.02 – A CIRCUNCISÃO MASCULINA

022.02 – A Circuncisão Masculina.

Os antigos habitantes do Egipto, na altura dos faraós, apesar de  não professarem qualquer religião monoteísta, praticavam a circuncisão. Segundo vários historiadores, há mais de 5.000 anos que surgiu esta prática, nos Egípcios e nos Etíopes.

 A Circuncisão religiosa é o símbolo da aliança divina para os Judeus e para os Muçulmanos. Seguimos a tradição do nosso Pai, o Profeta Ibrahim (Aleihi Salam) – Abraão (Que a Paz de Deus esteja com ele). Por razões de higiene, começa também a ganhar adeptos, no sector laico. Na religião Cristã, esta prática foi discutida pela nobreza romana nos primeiros dois séculos da era Cristã, acabando por ser banida, porque  referiam  que não era suficiente estar circuncidado, se a alma permanecesse pecadora. No entanto, os Cristãos Coptas adoptam a circuncisão masculina como prática religiosa.

Como sinal de aliança com Deus, o Profeta Ibrahim com 99 anos e os homens da sua casa, o Profeta Esmael (com 13 anos) e os seus empregados, submeteram-se à circuncisão. Segundo consta no Gênises, nos números 10 a 14 do Capítulo 17: “Esta é a minha aliança, que guardareis entre mim e vós, e a tua descendência depois de ti: Que todo o homem entre vós será circuncidado. E circuncidareis a carne do vosso prepúcio; e isto será por sinal da aliança entre mim e vós. O filho de oito dias, pois, será circuncidado, todo o homem nas vossas gerações; o nascido na casa, e o comprado por dinheiro a qualquer estrangeiro, que não for da tua descendência. Com efeito será circuncidado o nascido em tua casa, e o comprado por teu dinheiro; e estará a minha aliança na vossa carne por aliança perpétua. E o homem incircunciso cuja carne do prepúcio não estiver circuncidada, aquela alma será extirpada do seu povo; quebrou a minha aliança”.

O Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) considerou a circuncisão, um Sunnat (tradição) de todos os Profetas (At-Tirmizi). Esta tradição, denominada de “Al-Khitán”, é rigorosamente observada entre os homens muçulmanos, seguindo os diversos hadices existentes. É aconselhável que a criança seja circuncidada, o mais cedo possível, pois é nessa idade que as feridas cicatrizam com rapidez. O Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) circuncidou os seus netos Hassan e Hussein (Radiyalahu an-huma) nos sétimos dias após os nascimentos (Al-Baihaqui).

No continente africano, vários grupos étnicos africanos seguem a circuncisão  animista. Em algumas ilhas do pacífico a circuncisão é um rito mitológico. Alguns seguem a  circuncisão como recomendação médica, como factor de higiene, evitando-se a humidade, que permite ao agente infeccioso mais tempo de sobrevivência, propício ao cultivo de bactérias e facilidade de infiltração no organismo. Evita também a sífilis e outras doenças associadas. O Programa de combate à Sida da Organização das Nações Unidas, refere que a circuncisão reduz o risco de contágio do HIV.

De entre as coisas relacionadas ao Fitra (instinto natural) humano, constam; bochechar  com água, usar agua para limpar as narinas, aparar o bigode, limpar os dentes, cortar as unhas, remover os pêlos axilares e púbicos e a circuncisão – Dito do Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam), no que se refere à questões relacionadas com a higiene. (Ahmad).

Abdul Rehman Mangá

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s