015.02 – A HISTÓRIA DE HABIL E QABIL (ABEL E CAIM)

015.02 – A História de Habil e Qabil (Abel e Caim)

Refere o Cur’ane: O Muhammad (Salalhu Aleihi Wassalam), recita para eles, com verdade, a história dos dois filhos de Adão (Que a Paz de Deus esteja com ele), quando eles apresentaram as suas oferendas: foi aceite a de um e recusada a do outro. E este último disse: por certo que te matarei. O primeiro disse: Deus somente aceita (oferendas) daqueles que O temem”Surat Maidah: 27.

Adam e Hawa – Adão e Eva (Que a Paz de Allah esteja com eles), tiveram o seu primeiro par de gémeos, Caim e a irmã. Depois nasceu o segundo par de gémeos, Abel e sua irmã. Depois de crescerem, Caim cultivava a terra e Abel criava gado.

Narrado por As-Sadiy, sob a autoridade de Abu Malik e Abu Salih depois Ibn Abbas (Radiyalahu an-hu), sob a autoridade de Ibn Massud e outros companheiros (Radyialahu an-hum), de que Adam (Aleihi Salam), utilizou o critério de casar um filho com a irmã do outro gémeo. Sendo assim, Abel casaria com a irmã do Caim. Seguindo a orientação de Deus, Adam instruiu os seus filhos para assim procederem. A irmã gémea de Caim era a mais bonita, que deveria casar com Abel. No entanto Caim a desejava para ele. Para apaziguar o diferendo o pai ordenou-lhes para oferecerem sacrifícios a Allah. Abel ofereceu uma cabra gorda e Caim um conjunto de plantas ruins. Veio um fogo do céu, que consumiu o sacrifício de Abel e deixou intacto as plantas oferecidas pelo irmão. Caim ficou lívido de raiva por Allah não ter aceite o seu sacrifício e disse ao irmão: “Vou matar-te e assim não vais casar com a minha irmã.” Respondeu Abel: “Allah somente aceita (oferendas) daqueles que o temem.”

É referido que Adam estava presente quando os sacrifícios dos filhos foram apresentados a Allah e Caim teria dito que o sacrifício do irmão fora aceite porque o pai invocou a Allah a favor dele. Assim, Caim começou a planear algo contra o irmão.

Uma vez, Abel estava atrasado e Adam mandou o Caim procurar por ele. Os dois irmãos encontraram-se e Caim lamentou-se perante o irmão, porque o seu  sacrifício não fora aceite por Deus. Abel respondeu que “Allah somente aceita (oferendas) daqueles que o temem”. Caim ficou furioso e bateu o seu irmão com algo pesado, que caiu morto. Antes de ser agredido, Abel disse ao seu irmão: “Se tu estenderes a tua mão para mim, para me matares, eu não estenderei a minha contra ti, para te matar, porque temo a Deus, o Senhor dos mundos”-Cur’ane: Maidah 5:28.  E ainda refere o Cur’ane: “Quero que carregues o meu pecado bem como o teu pecado. Então estarás entre os companheiros do fogo. E esta é a recompensa dos iníquos” 5:29

Nufai Ibn Hares Al Sacafi (Radiyalahu an-hu) referiu que o Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam ) disse: “Quando dois muçulmanos se confrontam com espadas (armas), o assassino e o assassinado serão castigados com o fogo do inferno”; perguntei-lhe: “Ó Mensageiro de Deus, entendo quanto ao caso de assassino, mas não entendo quanto ao caso do assassinado!” Respondeu: “Ora, porque tinha também a firme intenção de matar o seu companheiro!” (Bukhari e Muslim).

Abdullah Ibn Amr (Radiyalahu an-hu) referiu: “Por Deus, o assassinado (Abel), era muito mais forte do que o irmão (Caim), mas ele recusou-se a estender a sua mão contra o irmão para matá-lo, por ser piedoso e temente a Allah”.

Depois, Caim não sabia o que fazer com o cadáver do irmão. Ele carregou-o pelas costas, vagueando de um lugar para o outro, sem saber o que fazer  e tentando esconder o corpo. A sua ira já tinha abrandado, mas a sua consciência pesava pela culpa. Ele estava cansado com o peso do cadáver, que começava a exalar o cheiro característico.  Foi quando  Allah enviou dois  corvos que, após lutarem entre eles, um deles foi morto. Refere o Sagrado Cur’ane: “E então Deus enviou um corvo que se pôs a escavar a terra, para lhe mostrar como ocultar o cadáver do seu irmão. “Ai de mim”, disse Caim, “não poderei eu ser como este corvo e ocultar o cadáver do meu irmão?”. E ficou a contar-se, depois, entre os arrependidos”. Cur’ane, 5:31

Alguns historiadores referem que Adam (Aleihi Salam) ficou muito doente e sentiu muita tristeza pela morte do filho. Imediatamente após a morte do irmão, Allah infligiu a Caim, ainda neste mundo, uma severa punição. O Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) referiu de que não há nenhum pecado mais rapidamente punido nesta vida terrena (juntamente do que vai sofrer na vida do além), do que a transgressão e o corte das relações familiares.

É referido que Hawa, a nossa mãe Eva,  deu à luz 40 crianças, através de 20 partos. Outros referem 120 partos. Em cada um deles nasceu um rapaz e uma rapariga. Depois a humanidade aumentou e se espalhou pela terra. No entanto, Deus sabe melhor! “Ó humanidade! Temei o vosso Senhor, que vos criou de um só ser, do qual criou a sua companheira e de ambos, fez descender inumeráveis homens e mulheres. Temei a Deus, em nome d’O qual fazeis pedidos uns aos outros, e respeitai os ventres (que vos geraram). Na verdade, Deus observa-vos. Cur’ane: 4:1.

Refere a Bíblia: Adão conheceu Eva, sua mulher. Ela concebeu e deu à luz Caim, e disse: «Gerei um homem com o auxílio do Senhor.» 2Depois, deu também à luz Abel, irmão de Caim. Abel foi pastor, e Caim, lavrador. 3Ao fim de algum tempo, Caim apresentou ao Senhor uma oferta de frutos da terra. 4Por seu lado, Abel ofereceu primogénitos do seu rebanho e as suas gorduras. O Senhor olhou com agrado para Abel e para a sua oferta, 5mas não olhou com agrado para Caim nem para a sua oferta. Caim ficou muito irritado e andava de rosto abatido. 6O Senhor disse a Caim: «Porque estás zangado e de rosto abatido? 7Se procederes bem, certamente voltarás a erguer o rosto; se procederes mal, o pecado deitar-se-á à tua porta e andará a espreitar-te. Cuidado, pois ele tem muita inclinação para ti, mas deves dominá-lo.» 8Entretanto, Caim disse a Abel, seu irmão: «Vamos ao campo.» Porém, logo que chegaram ao campo, Caim lançou-se sobre o irmão e matou-o. 9O SENHOR disse a Caim: «Onde está o teu irmão Abel?» Caim respondeu: «Não sei dele. Sou, porventura, guarda do meu irmão?» 10O Senhor replicou: «Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão clama da terra até Mim. 11De futuro, serás amaldiçoado pela terra, que, por causa de ti, a terra abriu a boca para beber o sangue do teu irmão. 12Quando a cultivares, não voltará a dar-te os seus frutos. Serás vagabundo e fugitivo sobre a terra.». Gênesis – Livro 4.

“Rabaná ghfirli waliwa lidaiá wa lilmu-minina yau ma yakumul hisab”. “Ó Senhor nosso, no Dia da Prestação de Contas, perdoa-me a mim, aos meus pais e aos crentes”. Cur’ane 14:41. Wa ma alaina il lal balá gul mubin” “E não nos cabe mais do que transmitir claramente a mensagem”. Surat Yácin 36:17. “Wa Áhiro da wuahum anil hamdulillahi Rabil ãlamine”. E a conclusão das suas preces será: Louvado seja Allah, Senhor do Universo!”. 10.10. “Rabaná ghfirli waliwa lidaiá wa lilmu-minina yau ma yakumul hisab”. “Ó Senhor nosso, no Dia da Prestação de Contas, perdoa-me a mim, aos meus pais e aos crentes”. 14:41

Abdul Rehman Mangá

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s