011.05 – AS ACÇÕES QUE NOS SALVARÃO NA RESSURREIÇÃO.

011.05 – As acções que nos salvarão na Ressurreição

Abdur Rahman Bin Samrah referiu em Tibrani, Hakeem Tirmizi e Asphahani que o Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam), veio ter com ele quando estava na companhia de outros Sahabas (Radiyalahu an-hum) e contou-lhes que na noite anterior teve um sonho muito especial: Contou então o seguinte:

“Eu vi um homem entre os meus seguidores, a quem o anjo da morte tinha aparecido para lhe levar a alma. Nessa altura, apareceu a bondade que ele tinha tido com os seus pais e disse adeus ao anjo da morte. Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores, que tinha acabado de ser  enterrado e quando chegou a hora da punição do túmulo, veio o seu Uzhú (ablução) e salvou-o da punição. Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores quase a morrer e os demónios lhe tinham feito a vida miserável. Veio então à sua memória a lembrança de Allah, que afastou os demónios (Shaytan). Eu vi um homem entre os meus seguidores a quem os anjos da punição tinham aterrorizado e entristecido. Vieram então as suas orações (Salat) e salvaram-no. Eu vi uma pessoa sequiosa entre os meus seguidores, com a língua de fora, que não conseguia beber água quando pretendia fazê-lo. Veio então o seu jejum e saciou-lhe a sede. Eu vi um homem entre os meus seguidores, que estava ao pé dos Profetas e foi impedido por eles de se sentar ao lado deles.  Veio o seu Ghussal (banho obrigatório após o contacto intimo com o seu conjugue) e o fez sentar-se ao meu lado. Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores, rodeada de escuridão e que não sabia para onde ir. Veio então o seu Hajj e Umrah, tirou-a da escuridão e trouxe-a para a luz. Eu vi um homem entre os meus seguidores que falava aos crentes, mas que não o escutavam nem respondiam. Veio então o seu bom comportamento com os seus parentes e disse bem alto: “Ó crentes! Falem com ele” e então toda a gente escutou e  falou. Eu vi um homem entre os meus seguidores a pôr as mãos sobre a cara para se proteger do calor e do fogo do inferno. Veio então a sua caridade, tornou-se num muro, salvou-o do fogo e tornou-se numa sombra sobre ele. Eu vi um homem entre os meus seguidores, rodeado pelos anjos da punição. Veio então a sua prevenção do mal e a sua imposição do bem (Propagação da Fé), salvou-o dos anjos da punição e entregou-o aos anjos da misericórdia. Eu vi um homem entre os meus seguidores a tentar ir ter com Deus de joelhos, mas havia uma cortina no caminho. Vieram então os seus bons hábitos e maneiras, pegaram na sua mão e levaram-no até Deus. Eu vi um homem entre os meus seguidores, cujas folhas de boas acções vinham da mão esquerda. O temor a Deus, que ele tivera na sua vida, entrou então no seu coração e pôs as folhas das suas acções na sua mão direita. Eu vi um homem entre os meus seguidores, cujas folhas de boas acções estavam na sua mão direita. Eu vi um homem entre os meus seguidores, cujas boas acções eram menores e mais ligeiras do que as más acções. Veio então a sua Fart e tornou as boas acções mais pesadas. “Fart” são as crianças que morrem muito jovens e os pais mostram resignação, com a esperança de obterem  recompensa. Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores às portas do inferno. Veio então o seu temor a Allah no mundo e salvou-a. Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores prestes a cair no inferno. Vieram então as lágrimas que ela costumava chorar por temor de Allah no mundo e salvaram-na do inferno. Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores que estava em pé e a tremer na ponte de Sirat (Ponte que nos separa do inferno e do paraíso). Veio então a sua esperança em Allah e ela atravessou a ponte. Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores que estava a andar de joelhos na ponte de Sirat. Veio então o seu Salat (orações), fê-la levantar-se e ela atravessou a ponte. Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores a quem a porta do paraíso se tinha fechado quando ela lá chegou. Veio então o seu Kalimah Shahadah – La ilaha illallah (Não há outra divindade, senão Allah – Deus – declaração de fé), abriu-lhe a porta e deixou-a entrar.

Depois disto vi algumas pessoas com a língua viscosa de fora. E perguntei: “Ó Gibrail (Anjo Gabriel)! Quem são?” Ele respondeu que eram pessoas que costumavam acusar falsamente os crentes de adultério, tanto homens como mulheres. E eu vi algumas pessoas cujos lábios estavam cortados com tesoura. E perguntei: “Ó Gabriel! Quem são estas?” Ele respondeu que eram pessoas que costumavam caluniar os submissos a Deus”.

In “The scene of death & after death” by Allama Jalaluddin Suyouti.

SUBHANAALLAH !

“Rabaná ghfirli waliwa lidaiá wa lilmu-minina yau ma yakumul hisab”. “Ó Senhor nosso, no Dia da Prestação de Contas, perdoa-me a mim, aos meus pais e aos crentes”. Cur’ane 14:41. Wa ma alaina il lal balá gul mubin” “E não nos cabe mais do que transmitir claramente a mensagem”. Surat Yácin 36:17. “Wa Áhiro da wuahum anil hamdulillahi Rabil ãlamine”. E a conclusão das suas preces será: Louvado seja Allah, Senhor do Universo!”. 10.10. “Rabaná ghfirli waliwa lidaiá wa lilmu-minina yau ma yakumul hisab”. “Ó Senhor nosso, no Dia da Prestação de Contas, perdoa-me a mim, aos meus pais e aos crentes”. 14:41

Abdul Rehman Mangá

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s