007.11 – SURAT AL ASR – PELO TEMPO

007.11 – SURAT AL ASR – PELO TEMPO

Em nome de Deus, o Beneficente, o Misericordioso. “1 – Pelo Tempo; 2 – O homem está na perdição; 3 – Salvo os fiéis (ou aqueles) que praticam o bem, aconselham-se na verdade e recomendam-se uns aos outros, na paciência e na perseverança”. Cur’ane 103.

Esta é uma pequena Surat com uma abrangência muito ampla. Todo o significado foi condensado em poucas palavras, concisas e muito breves. Os versículos têm uma amplitude equivalente às advertências e  conselhos contidos num grande livro. Por isso, o Imam Shafi (Rahmatulahi Aleihi), referiu que “se as pessoas considerassem só esta Surah, a mesma seria suficiente para a orientação deles”.

O significado das palavras contidas do Surat Al Asr, são tão elevadas, que no tempo do Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) as pessoas recitavam a Surat uns aos outros, para se afastarem da descrença e da imoralidade.  É referido no At-Tabarani, que Abdullah Bin Abi Hisn Madinah disse: “Sempre que duas pessoas dos companheiros do Profeta se encontravam, e que um deles tenha dado saudações de paz (ao outro) eles não se separavam, sem um deles ter recitado para o outro a Surat Al-Asr”.  

Wal Assr. O tempo passa pela nossa juventude e pela nossa saúde. As horas passam sem nos apercebermos. O tempo passou pelos povos e deles ficaram as memórias. Ficaram as pirâmides, os monumentos, os castelos e os prédios. O tempo passou pelo nosso ente querido que há pouco o fomos enterrar. A Surat Al Asr lembra-nos que o tempo está passando e que nunca mais tem retorno. Saberemos aproveitar todas as horas da nossa vida?

O Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “Aproveite cinco coisas, antes que outras cinco coisas te atinjam: 1- A tua juventude antes de envelheceres; 2- A tua saúde, antes de adoeceres; 3- A tua riqueza, antes de empobreceres; 4- O teu tempo livre, antes de te ocupares; 5- A tua vida, antes de morreres”. Relato de Al-Hákim, Al-Baihaqui e Ahmad.

Através dos Livros Sagrados, Deus lembram-nos o tempo que já passou e o tempo que ainda virá. O tempo em que Allah criou, através do barro, o nosso pai Adam (Aleihi Salam) – Adão, que a Paz de Deus esteja com ele. O tempo em que  Ibliss (diabo) se tornou rebelde e a partir daí, passa o tempo a desencaminhar os inadvertidos. O tempo do Profeta Nuh (Aleihi Salam) – Noé, que a Paz de Deus esteja com ele -, cujo povo foi afogado, devido aos graves pecados cometidos. O tempo do Profeta Ibrahim (Aleihi Salam) e do seu filho Esmael (Aleihi Salam), enquanto reconstruíam a Casa Sagrada (Caaba), recitavam: “Senhor nosso! Faz surgir no seu meio, um Mensageiro saído entre eles, que lhes recite os Teus Versículos e lhes ensine a Escritura e a Sabedoria e os purifique; Tu és o Poderoso, o Sábio”. Cur’ane 2:129. A Casa Sagrada que eles construíram é visitada anualmente por milhões de peregrinos muçulmanos. Eles deslocam-se a pé, de camelo e actualmente através diversos meios de transportes modernos. Deus aceitou o pedido de Ibrahim e Esmael (Aleihi Salam): “Senhor nosso! Aceita (este serviço) de nós…” Cur’ane 2:127. A Caaba perdura no tempo e é um dos sinais de Deus.

O tempo do Profeta Mussa (Aleihi Salam) – Moisés, que a Paz de Allah esteja com ele – que pediu a Allah para lhe dar coragem a fim de enfrentar o faraó: “Rabbi Sharah li saodri…. ó Senhor meu, dilata-me o peito; facilita-me a tarefa; e desata o nó da minha língua; para que compreendam a minha fala”. Cur’ane 20:25 a 28. O tempo de Issa (Aleihi Salam) – Jesus, que a Paz de Deus esteja com ele -, com a permissão de Deus, curou doentes e ressuscitou  os mortos. O tempo do Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) que sofreu perseguições e represálias durante vários anos, ao chamar as pessoas para o Deus Único: “LÁ ILALA ILALAH – Não há outra divindade, excepto Allah”. E com ele, como último Profeta, o tempo da revelação do Cur’ane, que nos aconselha a praticar o bem, dizer a verdade e recomendar uns aos outros, na paciência e na perseverança.

Em nome de Deus, o Beneficente, o Misericordioso. “1 – Pelo Tempo; 2 – O homem está na perdição; 3 – Salvo os fiéis (ou aqueles) que praticam o bem, aconselham-se na verdade e recomendam-se uns aos outros, na paciência e na perseverança”. Cur’ane 103.

O momento é o nosso tempo, que também passará, como o gelo colocado ao sol. Abençoado é aquele que no final de cada dia, se considera espiritualmente realizado. O tempo que passaremos nas nossas sepulturas, aguardando o dia da ressurreição final. E finalmente, o tempo em que nos será ou não permitido ver o nosso Senhor.  No Dia da Ressurreição, alguns rostos se apresentarão radiantes, brilhantes, esperando contemplar o Senhor. Algumas pessoas perguntaram ao Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) se na outra vida, no dia do Juízo Final, verão o rosto do Senhor, o Criador. O Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) respondeu afirmando, de que verão o Senhor, da mesma maneira como veem o sol e a lua, quando não há nuvens abaixo deles.

A Surat Al Assr é uma advertência para todos os seres humanos. É uma crítica e uma chamada de atenção aos muçulmanos e não muçulmanos e para todas as nações. Infelizmente, ao longo dos tempos da história, os homens exortam-se uns aos outros para a descrença, imoralidades e mentiras, afastando-se da Misericórdia e da Bondade de Allah. A orientação deste pequeno e grande capítulo do Cur’ane, ajuda a humanidade a reflectir e a voltar a encontrar o caminho da verdade. YÁ HADI, HEHDINA SIRÁTUL MUSTAQUIM – Ó nosso Guia, guia-nos para o caminho da verdade.

Para referir que o homem está numa grande perdição, Allah jura pelo tempo. Deus não necessita de jurar por qualquer um dos objectos criados por Si. Neste caso, o “juramento” significa que o tempo é testemunha da perdição em que se encontra o ser humano. Esta Surat é como um relógio que se encontra mesmo à nossa frente, que nos adverte do tempo que se vai esgotando. Qualquer tempo desperdiçado ou aproveitado, já pertence ao passado. Este é o tempo que é dado a qualquer um de nós, que passa rapidamente, sem nos darmos conta. Um sábio referiu que o tempo é como o gelo, que se está derretendo. E referiu o comerciante que se dedicava à venda de gelo (na altura não havia condições de o conservar), que apregoava no bazar “tenham misericórdia daquele, cuja riqueza está a derreter”. Se não o conseguisse vender a tempo, perderia todo o dinheiro investido. E por isso, Allah jura pelo tempo, chamando a atenção da Sua Criação, que se encontra distraída com os prazeres da vida terrena. Pelo tempo, que testemunhará a favor ou contra nós!

A perda pode ser uma desgraça ou quando a morte atinge um amigo ou um ente querido. A perda pode ser um insucesso nos negócios, quando perdemos todo o capital investido e ficámos insolventes e falidos. Mas a Surat Al Asr alerta-nos para a perda dos valores morais e da religiosidade. Em contraste com aqueles que vão amealhando boas acções para a vida futura, verdadeiro sucesso para o ser humano.

Esta pequena e grande Surat, refere 3 qualidades que um crente deverá procurar obter e conservar: “Ter Fé, praticar boas acções e ser paciente”.

Em nome de Deus, o Beneficente, o Misericordioso. “1 – Pelo Tempo; 2 – O homem está na perdição; 3 – Salvo os fiéis que praticam o bem, aconselham-se na verdade e recomendam-se uns aos outros, na paciência e na perseverança”. Cur’ane 103.

A é a primeira qualidade referenciada no Surat Al Asr. Quando temos tudo o que necessitamos e a vida nos corre bem, ficámos distraídos e esquecemos de agradecer a Deus pelos bons momentos. A fé dos Anjos é sempre estacionária. A fé dos Profetas estava sempre em ascensão. A nossa fé,  sofre muitas oscilações, mais quedas do que subidas. Ter fé pode ser fácil. Difícil é a prática das acções que fortalecem a fé. Uma das formas de alimentarmos a nossa fé, é o de praticar as cinco orações diárias. Nas nossas preces, agradecermos a Deus os bons momentos e sermos pacientes nos maus momentos. “Diz: Minhas orações, minhas devoções, minha vida e minha morte pertencem a Deus, Senhor do Universo, que não possui parceiro algum…”. Cur’ane 6.162. Os que adoram ídolos, olham e podem sentir nas suas mãos, os seus deuses talhados em madeira, ouro e outros materiais. Apesar de estarem na presença deles e dos seus olhos os verem e as suas mãos os tocarem, tais divindades não têm quaisquer poderes e em nada os ajudarão. Outros rezam perante representações de santos e nas campas de pessoas piedosas. Pedem para que eles lhes intercedam perante Deus. Mas eles estão mortos, não ouvem e não poderão fazer nada. “A-unzu Bilahi – Procuro refúgio em Deus” Seria melhor para eles, se acreditassem de que “não há outra divindade, senão Allah. “Huwa Allahu Ahad (Deus é Único).

No Isslam, ter fé é acreditar com sinceridade no Criador de todas as coisas e não O associarmos a nenhuma outra divindade. Apesar de não O vermos, acreditamos que Ele é Omnipresente e Omniouvinte. “Somente são fiéis, aqueles que crêem em Deus e no Seu Mensageiro e não duvidam…” Surat Hujurat: 15. Ter fé, é ter temor em Deus, pois assim afastar-nos-emos dos caminhos que nos conduzem à perdição. É também ter esperança de que Ele é Misericordioso, de que perdoará as nossas falhas. Ter fé é acreditar no oculto, no invisível. “ALIM LAM MIM. Este é o Livro, que não oferece dúvidas; nele está a orientação certa, para aqueles que temem Allah; Que crêem no oculto, cumprem as suas orações e gastam daquilo que Nós Lhes concedemos”. Cur’ane 2:1,2 e 3.

Quando apreciamos uma obra de arte, por exemplo uma Mesquita que nos chama a atenção pela sua beleza, os nossos olhos apreciam e a nossa mente se interroga quem teria construído tal preciosidade? Claro que foi alguém com sabedoria que projectou e combinou os melhores materiais para produzir uma obra excepcional.  Temos a noção que “esse alguém” é um ser humano como nós, com a particularidade de ser especializado na construção e decoração. Mas quando olhamos para o céu, para o mar, para as montanhas e para a natureza em geral, temos a convicção de que um ser superior a nós, é responsável por tudo o que existe neste mundo. “Que criou sete céus em harmonia; Tu (Ó Muhammad) não acharás imperfeição alguma na criação do Clemente! Volta, pois a olhar! Vês, acaso, alguma fenda?” (Cur’ane)  67.3)

Ter fé, é acreditar na existência dos anjos, dos génios, do Iblis (e dos seus seguidores), do paraíso, do inferno e da vida após a morte, apesar de não os vermos. São as revelações que Allah nos enviou e os ensinamentos dos Profetas que nos ajudam a acreditar no oculto, no invisível. A fé tranquiliza os nossos corações, com a fé suportamos pacientemente as perdas e as doenças, porque “viemos de Allah e para Allah será o nosso regresso”. “Inna Lilahi Wa Inna Ileihi Rájiuna”.  Cur’ane 2.156.

“Wa ma alaina il lal balá gul mubin” “E não nos cabe mais do que transmitir claramente a mensagem”. Surat Yácin 3:17. “Wa Áhiro da wuahum anil hamdulillahi Rabil ãlamine”. E a conclusão das suas preces será: Louvado seja Deus, Senhor do Universo!”. 10.10. “Rabaná ghfirli waliwa lidaiá wa lilmu-minina yau ma yakumul hisab”. “Ó Senhor nosso, no Dia da Prestação de Contas, perdoa-me a mim, aos meus pais e aos crentes”. 14:41.

Abdul Rehman Mangá

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s