O DIA DE ARAFAH – O IDUL- ADHÁ.

005.06 – O DIA DE ARAFAH – O IDUL- ADHÁ.

LABBAIKA, ALLAHUMMA LABBAIK… Eis-me aqui ao Teu serviço, ó Allah, eis-me aqui…

Abdurrahman Bin Yamur Ad-Dail (Radiyalahu an-hu – Que Allah esteja satisfeito com ele),  referiu que ouviu do Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) dizer: “O Haj é Arafah, O Haj é Arafaf”. Relato de Baihaque. Ainda referiu o Profeta: “O melhor dia, é o dia de Arafah”.

O dia de Arafah é o dia 9 de Dhul-Hijja. Arafah está situado a cerca de 9 Kms de Miná, onde se encontra uma pequena montanha conhecida por “Jabalar-Rahmah – A montanha da misericórdia”, onde o Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) proferiu a sua última mensagem para a humanidade.

Em Arafa, os muçulmanos que se encontram a cumprir o Haj, ouvem falar línguas que nunca tinham ouvido falar. É uma prova de que o Islam é uma religião universal. Vemos irmãos e irmãs da mesma fé, de todas as raças e nacionalidades,  trajando o mesmo tipo de vestuário (os homens embrulhados em panos brancos) e todos movidos pela mesma causa que é de obter o perdão de Deus, nosso Criador e Sustentador. Faz-nos pensar o dia da Ressurreição, em que todos seremos levantados das nossas sepulturas e reunidos para a derradeira prestação de contas.

Nesse dia em Arafah, o Haji (peregrino) deverá estar o mais tempo possível de pé, com as mãos levantadas fazendo  duás (preces), com muita humildade e sinceridade, pedindo  a Deus que lhe perdoe e que o encaminhe para o caminho daqueles que ganharam a Sua satisfação. Deve também aproveitar o tempo fazendo o Zikre (recordando e louvando a Deus) e lendo o Alcorão.

Infelizmente, ainda não está incutida nos nossos corações, a importância do Dia de Arafa, que acontece na véspera do dia do Idul Adhá. A nossa preocupação concentra-se nos preparativos para o dia festa. Os sábios referem que os últimos 10 dias do mês de Ramadan, são os melhores para o crente, porque neles, existe uma noite importante, noite de LAILATUL KADR, melhor do que mil meses. Outros sábios referem que nos primeiros 10 dias  do mês de Dhul Al Hijjah, são os melhores para o muçulmano, porque neles existe O DIA DE ARAFA, (dia 9) que é melhor do que qualquer dia do ano. Por outro lado, é referido em muitas passagens de que a sexta-feira é o melhor dia da semana. A Noite de Lailatul Kadr, o Dia de Arafa e as Sextas-Feiras, são excelentes e abençoados por Deus. Os dias de Haj e o dia de Arafa não beneficiam só o peregrino que se encontra no Haj, mas também a todos aqueles que se encontram nas suas localidades. No dia de Arafa, devemos incrementar as nossas preces e a recordação a Deus. Aisha (Radiyalahu an-há) referiu que o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “Em nenhum outro dia, Allah livra tantos servos do inferno, como no dia de Arafa”. Musslim. Acerca do versículo do Cua’ane 5:3 “…Hoje, completei a religião para vós…”, Umar Ibn Al-Khattab (Radiyalahu an-hu), referiu que o mesmo foi revelado ao Mensageiro de Deus (Salalahu Aleihi Wassalam), numa sexta-feira, no Dia de Arafa, quando efectuava o Haj. Bhukai 2:43.

Dada a importância do Dia de Arafa, o Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) deixou a recomendação para que os muçulmanos que não se encontram em peregrinação (Haj), para jejuarem no dia de Arafah. Abu Catada (Radiyalahu an-hu), referiu que foi perguntado ao Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) acerca do jejum no dia de Arafah; respondeu: “Isso permite emendarem-se as faltas (cometidas) durante o ano anterior e o ano seguinte”. Muslim.

Depois  do pôr-do-sol, os Hajis (peregrinos) deixam  Arafah e seguem para Muzdalifa, situada a cerca de 5 Kms a leste de Arafah, a fim de passarem a noite. Deus, nosso Senhor e Guia, refere no Cur’ane: “Quando regressardes de Arafah, invocai Deus junto do Macharil Haram (em Muzdalifa). Recordai-vos Dele de forma como Ele vos orientou…” Cap. 2 Vers. 198.

 Os Muçulmanos têm dois dias festivos. O Idul Fitre,  depois de terminado o  mês de Ramadan e o Idul Adhá, no dia 10 de Dhul Hiija, em comemoração do final do período de Haj, em que todos os que não participaram nos rituais do Haj, celebram o dia, fazendo a oração e  o Curbani (sacrifício). Abu Huraira (Radyiallahu an-hu) narra que o Profeta (Sallalahu Aleihi Wassalam) disse: “Quem tem capacidade financeira para fazer o curbani (sacrifício), mesmo assim não o faz, esse que fique longe e não se aproxime do nosso idegáh (local da oração de Ide).

Nas noites anteriores aos dias de Ide, devem ser aproveitadas para fazermos o máximo de ibádates possíveis (adoração a Deus), pois Abu Umamah (Radiyalahu an-hu) referiu que  o Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “Quem permanecer de pé nas duas noites que antecedem aos dias de Ide, na esperança de obter  recompensa, o seu coração não morrerá no dia em que todos os corações  estarão mortos. Relato de At-Targuib.

Deve ser recitado o Takbir, após cada oração farz, começando no dia 9 de Dhul-Hajja, na hora de Al Fajr, até ao dia 13 do mesmo mês, depois da oração de Assr.

ALLAHU AKBAR, ALLAHU AKBAR; LÁILAHA IL-LALLÁHU-WALLÁHU AKBAR. ALLÁHU AKBAR WALIL-LÁHIL-HAMD.

Deus é o Maior. Deus é o Maior. Não há outra divindade excepto Deus. Deus é o Maior, Deus é o Maior e todos os louvores pertencem só a Deus.

Dar  prendas no dia de Ide aumenta ainda mais as nossas amizades. O Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: Ofereçam prendas uns aos outros, porque a prenda remove o rancor do peito”. – Relato de Tirmizi. As prendas devem ser úteis e não necessariamente dispendiosas. Devemos ter em atenção a utilidade das mesmas. Também é uma prenda o cumprimento, um abraço efusivo entre amigos, uma visita de cortesia, um sorriso, um telefonema para os familiares e amigos que se encontram distantes. Aicha (R.T.A.) disse que o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) aceitava prendas e em troca também dava prendas. – Relato de Al-Bukhari.

Nos dias de Ide, devemos dar prendas, em especial às nossas crianças, de modo que não fiquem constrangidas ao verem as outras crianças a receberem prendas na altura do natal. Assim compreenderão os motivos porque  temos  prendas nos nossos dias de festa. A orientação de dar prendas, surgiu há mais  de 1.400 anos…

“Rabaná ghfirli waliwa lidaiá wa lilmu-minina yau ma yakumul hisab”. “Ó Senhor nosso, no Dia da Prestação de Contas, perdoa-me a mim, aos meus pais e aos crentes”. Cur’ane 14:41

Abdul Rehman Mangá

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s