A IMPORTÂNCIA DO ZAKAT

004.02 – A IMPORTÂNCIA DO ZAKAT

O Zakat é tão importante, que vem mencionado diversas vezes no Cur’ane duma forma isolada ou em conjunto com o cumprimento da oração, como por exemplo no seguinte versículo: “Wa a químu ssalata wa á tu zzakata – Observai a oração e pagai o zakat”. Cur’ane 2.110. Todos os muçulmanos sabem a importância do cumprimento das cinco orações diárias: se forem cumpridas convenientemente, serão o “meio caminho andado” para alcançarmos a paz e a tranquilidade na outra vida. Neste caso também, o Zakat (caridade obrigatória) terá uma importância vital para cada um de nós. O cumprimento do Zakat é tão importante que nos foi informado de que as orações de um crente não serão aceites se o mesmo não entregar aos pobres o que lhes é devido da sua riqueza.

A ordem de observar a Oração vem conjuntamente com a ordem de pagar o Zakat e não se pode diferenciar ou cumprir só com uma das obrigações. “Que são constantes em suas orações; e em cujos bens há uma parcela, de direito: para o mendigo e o desafortunado”. Cur’ane 70:23 a 25. Sendo o Islam sustentado por cinco pilares, se alguém rejeitar um só deles, será um acto de “kufr” e passa a ser um descrente. Se o crente não tem dúvidas nos cinco pilares, mas se por desleixo não cumpre com um deles, passa a ser um grande pecador. Se o desleixado vivesse num sistema islâmico, seria coagido a cumprir com a sua obrigação. Abubakr (Radiyalahu an-hu) declarou durante o seu califado “Por Allah! Combaterei qualquer um que diferencie entre a oração e o zakat”. Muslim. Outro hadice que nos esclarece a importância do Zakat, foi relatado por At-Tabarni, quando Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) contou aos seus companheiros o que viu num sonho e disse entre outros aspectos, o seguinte: Eu vi um homem entre os meus seguidores a pôr as mãos sobre a cara para se proteger do calor e do fogo do inferno. Veio então a sua caridade, tornou-se num muro, salvou-o do fogo e tornou-se numa sombra sobre ele”. SubhanaAllah!!!

O cumprimento deste pilar do islam, não diminuiu a riqueza de um crente, pois Allah o Sustentador promete ao seu servo: “Tudo quanto distribuirdes em caridade, Deus vos restituirá…”. Cur’ane 34.39. É como tirar água de um poço, não só não se esgota, como ajuda a purificar a própria água, porque a as águas paradas tendem a ficar impróprias para consumo. Mas se o servo de Deus não distribui a riqueza, então corre o risco de ficar sem nada ainda neste mundo ou então, no derradeiro dia de prestação de contas verá as suas boas acções diminuídas (consumidas) por esse facto. O Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “Não poupes tanto, ao ponto de negares aos demais do que tens, pois se o fizerdes, Deus o tirará de ti”. Bukhari e Muslim. Não entregar o dinheiro do Zakat ou mesmo protelando a respectiva entrega, é o mesmo que utilizarmos o dinheiro dos pobres para comprarmos roupas, alimentos e outros bens.

O pagamento do Zakat é um sinal de gratidão do ser humano para com o Criador e o Sustentador, por Ele lhe ter concedido provisões para esta vida. Ao distribuir uma parte dos seus bens aos necessitados, estará assim a “devolver” uma “insignificante” parcela do muito que lhe foi concedido e ao mesmo tempo demonstrar gratidão ao Senhor dos mundos, que promete enormes recompensas por este gesto. “Quem praticar uma boa acção, receberá dez vezes mais o seu equivalente”. Cur’ane 6.160. O Mensageiro de Deus (Salalahu Aleihi Wassalam) suplicou a Allah Tabaraka Wa Taãla para ainda aumentar mais as recompensas para o seu Umah e Deus ouviu a sua prece e revelou: “Na verdade, aos pacientes, serão dadas as suas recompensas sem medidas”. Cur’ane 39:10. E Allah é tão Misericordioso e gosta de recompensar e pode transformar uma única boa acção em muitas recompensas.

A riqueza que possuímos foi-nos confiada por Deus, porque a Deus tudo pertence e para Ele será o nosso retorno. Assim, a riqueza deve ser entregue ao Seu legítimo proprietário, gastando-a com moderação e distribuindo a parte destinada aos necessitados. “E há nos seus bens, uma parte para o mendigo e para o desafortunado”. Cur’ane 51:19. Porque nada lhe pertence, o crente não pode gastar essa riqueza com extravagâncias nem pode portar-se como um avarento. O Zakat purifica a riqueza. Ao entregar a parte que compete aos pobres, deve mostrar uma enorme gratidão pelos que recebem a caridade, porque eles estarão a ajudá-lo a afastar-se da avareza, do orgulho, do egoísmo e a cumprir com uma determinação divina.

É o pobre que faz o favor ao rico quando recebe a esmola. Quem dá a caridade, está a purificar a sua riqueza, está a cumprir com um pilar importante da religião e está a atenuar o sofrimento dos seus semelhantes. Ser temente a Deus e a prática regular da Oração, do Zakat e da Sadaka, aproximam-nos do nosso Criador e afasta-nos dos tormentos do fogo. “Contudo livrar-se-á dele (do fogo) o mais temente a Deus; que aplica os seus bens com a intenção de os purificar”. Cur’ane 92:17 e 18.

“ALLAHU NURO SAAMÁ WÁTI WAL ARDH. “ALLAH É A LUZ DOS CÉUS E DA TERRA”. Wa ma alaina il lal balá gul mubin” “E não nos cabe mais do que transmitir claramente a mensagem”. Surat Yácin 36:17. “Rabaná ghfirli waliwa lidaiá wa lilmu-minina yau ma yakumul hisab”. “Ó Senhor nosso, no Dia da Prestação de Contas, perdoa-me a mim, aos meus pais e aos crentes”. Cur’ane 14:41.  “Wa Áhiro da wuahum anil hamdulillahi Rabil ãlamine”.E a conclusão das suas preces será: Louvado seja Deus, Senhor do Universo!”. 10.10.

Abdul Rehman Mangá

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s