JEJUM – UM ALIMENTO PARA A ALMA – PEQUENAS MENSAGENS DE 2015

Assalamo Aleikum Warahmatulah Wabarakatuhu (Com a  Paz, a Misericórdia e as Bênçãos  de  Deus)

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

RAMADAN MUBARAK

Jejum, um alimento para a alma.

PEQUENAS  MENSAGENS DE 2015

Todos os Louvores são para Allah, nosso Senhor e Sustentador, que criou os céus e tudo o que existe no universo. Pedimos a Allah Subhanahu Wa Ta’ala, para que derrame bênçãos no Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam), e que Allah esteja satisfeito com todos os seus familiares e companheiros. Que a Paz de Allah esteja com todos os restantes Profetas, que vieram para nos trazerem sempre a mesma mensagem da Unicidade Divina, de que não há outra divindade, senão Allah.

Para a atenuar a fraqueza do nosso corpo durante o mês de Ramadan, devemos alimentar a alma. A alma deve ser alimentada com as nossas orações, acrescentando as facultativas às obrigatórias. As preces, a recitação do sagrado Cur’ane e a recordação constante de Deus, ajudar-nos-ão a aumentar a nossa fé. Será assim o jejum, um verdadeiro alimento para a nossa alma.

Durante o todo o ano, comemoramos a vida, procurando o nosso sustento e a nossa saúde. Vamos aproveitar o mês sagrado do Ramadan, que se aproxima, para reflectimos de que para além da vida, há a certeza da morte. “Toda a alma provará o sabor da morte e vos provaremos com o mal e com o bem e a Nós retornareis”. Cur’ane 21:35. Porque a morte é a verdade, vamos falar dela nos próximos dias sem quaisquer constrangimentos ou receios.

Assim, In Sha Allah, passarei a enviar diariamente e até ao final do mês de Ramadan, pequenas mensagens para nos ajudarem a recordar, que um dia a nossa partida será inevitável.

Allahuma ãfina min kullí baláil duniá waazabil kab-ri wua azábil áhirat Ó Allah, salve-nos das preocupações deste mundo e dos castigos e tormentos da sepultura e da vida futura”.

“Rabaná ghfirli waliwa lidaiá wa lilmu-minina yau ma yakumul hisab”. Ó Senhor nosso, no Dia da Prestação de Contas, perdoa-me a mim, aos meus pais e aos crentes”. Cur’ane 14:41.

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

16/06/2015

Assalamo Aleikum Warahmatulah Wabarakatuhu (Com a  Paz, a Misericórdia e as Bênçãos  de  Deus)

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

SubhanaAllah, uma nova vida é anunciada!

Abdullah (b. Massud) (Radiyalahu an-hu) referiu que o Profeta de Deus (Salalahu Aleihi Wassalam), cuja sinceridade e veracidade é um facto, disse: “De facto, é desta maneira a Sua criação. Os elementos de cada um de vós são reunidos no ventre da vossa mãe durante quarenta dias, na forma de sangue, depois torna-se um coágulo de sangue no outro período de quarenta dias. Então torna-se um pedaço de carne e quarenta dias mais tarde, Deus envia o Seu anjo e com ele com ordens acerca de quatro assuntos: (1) escrever o seu sustento; (2) a sua morte; (3) suas acções; (4) sua fortuna e a sua pobreza……” Muslim. 33.6390. Este hadice foi também compilado por Bhukari.

Allama Ibne Qayyim escreveu que a alma passa por 4 casas: 1)- O ventre da mãe, que é apertado e inteiramente escuro; 2)- O mundo, onde ele nasceu e onde irá praticar boas ou más acções; 3)- barzack, a casa da morte até ao dia do julgamento final. 4) Não haverá outra casa no akhirat (além), a não ser o paraíso ou o inferno.

“RABBANÁ ÁTINA FI DDUNIA HASSANATAM WUAFIL ÁHIRATI HASSANATAM WUAQUINA ÃZÁBAL NNARI”. Cur’ane 2:201 (Nosso Senhor, conceda-nos o bem neste mundo e na vida futura e salve-nos dos castigos do fogo do inferno).

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

17/06/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

AS ETAPAS DA NOSSA VIDA

Celebremos a vida e pensemos na morte…

O Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam disse: “…… Por Ele, além do qual não existe outro deus, se um de vós age como as pessoas que merecem o paraíso até que a distância entre vós e o paraíso for (só) de um palmo, quando de repente ele é antecipado pelo destino e começa a praticar actos dos residentes do inferno e assim entra no inferno. E outro que que actua de acordo com os residentes do inferno, até que a distância entre ele e o inferno for (só) de um palmo e ser antecipado pelo que estiver destinado, em seguida ele começa a praticar acções das pessoas do paraíso e entra no paraíso. Muslim. 33.6390. Este hadice foi também compilado por Bhukari.

Este hadice descreve as diversas fases da vida de um ser humano. É uma verdadeira chamada de atenção para qualquer crente que ao longo da sua vida irá preocupar-se com a sua sobrevivência. Outros se esquecerão de a obter de forma lícita, passando por cima de tudo e de todos para obter mais do que o necessário.

Na barriga da sua mãe e nos primeiros meses da sua existência, o homem encontrará as raras oportunidades de não cometer um único acto de desobediência a Deus. Mas depois, a sua vida será uma permanente preocupação e não terá descanso, até que se encontre com a morte, esse destino inevitável.

“Allahuma ãfina min kullí baláil duniá waazabil kab-ri wua azábil áhirat – Ó Allah, salve-nos das preocupações deste mundo e dos castigos e tormentos da sepultura e da vida futura”.

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

18/06/2015

 Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

VIVER E MORRER MUÇULMANO (SUBMISSO A DEUS).

تَوَفَّنِىۡ مُسۡلِمًا وَّاَلۡحِقۡنِىۡ بِالصّٰلِحِيۡنَ‏    “Tawaffani musliman wa al-hiqni bi sualihin” – “…Faz com que eu morra muçulmano (submisso a Ti) e junta-me aos virtuosos”. Cur’ane 12.101

رَبَّنَاۤ اَفۡرِغۡ عَلَيۡنَا صَبۡرًا وَّتَوَفَّنَا مُسۡلِمِيۡنَ  “Rabbaná af-rig ãleiná sab-ran wa ta wa fana muslimin” – “…Senhor nosso, concede-nos a paciência e faz com que morramos submissos a Ti (como muçulmanos)!”. Cur’ane 7:126

Deus deu a cada um de nós a faculdade de distinguirmos o bem e o mal. Este mundo passageiro é um autêntico teste para determinação do nosso destino na vida futura. No momento da nossa morte, a nossa crença, ou não, no Deus Único e nos Seus Profetas, é crucial para a determinação do nosso futuro.

A fé do ser humano tem sempre altos e baixos. Tudo o que lhe rodeia, condiciona ou lhe aumenta a fé. Embalado pelos bons momentos da sua vida esquece o Sustentador. As dificuldades que devem ser aproveitadas para nos reconciliarmos com o nosso Criador, podem também provocar desânimo e afastamento Dele. O ser humano deve preocupar-se em todos os momentos da sua vida, em manter acesa a chama da fé. O muçulmano deve pedir a Allah, o Criador e o Sustentador, para que lhe permita viver e morrer com fé e como muçulmano (submisso a Deus). Que  lhe conceda a tranquilidade na sua sepultura e a facilidade na entrada no paraíso.

“RABBANÁ ÁTINA FI DDUNIA HASSANATAM WUAFIL ÁHIRATI HASSANATAM WUAQUINA ÃZÁBAL NNARI”. Cur’ane 2:201 (Nosso Senhor, conceda-nos o bem neste mundo e na vida futura e salve-nos dos castigos do fogo do inferno).

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

19/06/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

É MELHOR UMA LONGA VIDA…

Para um crente, é melhor uma longa vida, porque lhe permitirá continuar a praticar boas acções, que lhe facilitarão a vida no Akhirat (vida do além). Quando uma doença grave nos atinge, não podemos pedir a Deus para nos levar depressa, mas devemos ter a paciência e pedirmos o alívio da dor. A dor e o sofrimento são uma espécie de purificação dos nossos pecados. Também servem de alertas para nos voltarmos para Deus, suplicantes e arrependidos. A dor é um “presente” e não um “castigo”. No Dia do Juízo Final, o fardo dos nossos pecados será menor. Uma longa vida é assim melhor para o crente. Procuremos em Deus, o bálsamo necessário para que a tranquilidade da alma atenue a dor do corpo. “Procurai o auxílio (de Deus) na paciência (Sabr) e na oração: na verdade isto é difícil, excepto para os que têm um espírito humilde”. Cur’ane 2: 45.

Anas (b. Malik) referiu que o Mensageiro de Deus (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “Nenhum de vós deve pedir a morte por causa das (graves) dificuldades que esteja a enfrentar, mas se não tiver nenhuma ajuda (solução), deve pedir a Deus, o Altíssimo: “Ó Allah, mantenha-me vivo se a vida for melhor para mim ou me traga a morte se a ela for melhor para mim”. Muslim 35:6480.

Allahuma ãfina min kullí baláil duniá waazabil kab-ri wua azábil áhirat Ó Allah, salve-nos das preocupações deste mundo e dos castigos e tormentos da sepultura e da vida futura”.

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

20/06/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

A HOSPEDARIA

Um piedoso e temente a Deus, em digressão religiosa pelo interior da India, deparou-se com um grande e lindo palácio. Cansado da longa viagem, perguntou ao guarda se podia falar com o dono da hospedaria. Indignado, o guarda foi transmitir o recado ao marajá, que furioso foi ter com o viajante e perguntou-lhe o que pretendia. Respondeu de que se encontrava a efectuar uma longa viagem e como se encontrava cansado, pedia a autorização para passar a noite na hospedaria. O marajá ficou ainda mais furioso e perguntou-lhe se ele tinha ou não dificuldades de visão, uma vez que o local não era uma hospedaria, mas sim um palácio. Com a calma e paciência, ele perguntou ao marajá, antes dele a quem pertencia o que ele chama de palácio. Respondeu de que era uma propriedade do pai e que assumiu o reino após a morte dele. E perguntou ainda, antes do pai dele, de quem era a propriedade. Respondeu de que era do seu avô, também um marajá. E perguntou novamente, antes do avô a quem pertenceu? Respondeu que era do seu bisavô e que antes dele, o tetravô que o construiu. Rematou o viajante: “Todos os que se hospedaram aqui, já se foram embora deste mundo e o senhor também um dia vai deixar este lindo lugar para os outros. Portanto não é um palácio, mas uma simples hospedaria”. O marajá vencido com os argumentos do viajante e como forma de agradecer esta lição, convidou-o para pernoitar na sua hospedaria.

Issa (Aleihi Salam) – Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele), disse: “A vida terrena são três dias: o ontem que já passou e sobre o qual não tendes controlo, o amanhã ao qual não sabeis se chegareis e o hoje, a que devereis dar bom uso”. Abu Hamid al-Ghazali.

Somos imigrantes e emigrantes, prestes a partir de novo. Temos o passaporte, só nos falta o visto de entrada. Por isso, o Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) recomendou-nos para vivermos a nossa vida terrena, como uns simples viajantes.

“RABBANÁ ÁTINA FI DDUNIA HASSANATAM WUAFIL ÁHIRATI HASSANATAM WUAQUINA ÃZÁBAL NNARI”. Cur’ane 2:201 (Nosso Senhor, conceda-nos o bem neste mundo e na vida futura e salve-nos dos castigos do fogo do inferno).

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

21/06/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

VIVER E TAMBÉM PENSAR NA MORTE

Celebremos a vida, mas devemos pensar na morte! A necessidade de se pensar na morte, não é para ficarmos frustrados e tristes. É uma maneira de nos lembrarmos, de que desta vida partiremos e não levaremos nada, senão as nossas acções. Segundo Abu Huraira (Radiyalahu an-hu), o Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) recomendou as pessoas para visitarem os cemitérios (não só para fazer as preces para os mortos), para também recordar a morte. Muslim.

Ainda disse o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam): A melhor pessoa é aquela com a longa vida praticou actos virtuosos. A pior pessoa, é aquela que a longa vida, passou a praticar más acções. Ahmad, Haakim, Darda e Tirmizi.

“RABBANÁ ÁTINA FI DDUNIA HASSANATAM WUAFIL ÁHIRATI HASSANATAM WUAQUINA ÃZÁBAL NNARI”. Cur’ane 2:201 (Nosso Senhor, conceda-nos o bem neste mundo e na vida futura e salve-nos dos castigos do fogo do inferno).

“ALLAHUMA AJIRNI MINA NNARI(Ó Allah, salve-me do fogo (do inferno).

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

22/06/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

DORMIR, ACORDAR E VOLTAR A VIVER!

Quando dormimos morremos e quando acordamos, voltamos à vida. Sem nos apercebermos, todos os dias temos a experiência da morte e da vida. Quando dormimos, morremos e quando acordamos, Deus nos faz regressar à vida. Hudhaifa (Radiyalahu an-hu), narrou que sempre que o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) pretendia ir dormir, recitava o seguinte: “ALLAHUMMA BISSMIKA AMUTO WA AH-YÁ” – Ó Allah, em teu nome eu morro e acordo. E quando ele acordava, ele recitava: “ALHAMDULILAHI LAZIÍ AH-YANA BÃNDA MÁ AMÁTANÁ WA ILEIHI NUUSHUR” – Todo o Louvor para Allah, que nos deu a vida, depois de nos causar a morte e para Ele será a ressurreição”. Bhukari 75:336.

“Rabbaná af-rig ãleiná sab-ran wa ta wa fana muslimin” – “…Senhor nosso, concede-nos a paciência e faz com que morramos submissos a Ti (como muçulmanos)!”. Cur’ane 7:126.

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

23/06/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

O ANJO DA MORTE…

Israil (Aleihi Salam) – (Que a Paz de Deus esteja com ele) é o anjo da morte. Tem outros anjos ao seu serviço, encarregados de tirar as almas. ”Diz-lhes: O anjo da morte, que foi designado para vos guardar, recolher-vos-á e logo retornareis ao Vosso Senhor”. Cur’ane 32.11. “KULÚ NAFSIN ZAÁIKATUL MAUTI….”Toda a alma provará o sabor da morte e Vos provaremos com o mal e com o bem e a Nós retornareis”. Cur’ane 21:35. “Inna Lilahi Wa Inna Ileihi Rájiuna – Viemos de Deus e para Ele será o nosso retorno. Cur’ane 2:156. O verdadeiro servo de Allah Subhanahu Wataala, não deve ter medo da morte. Alguém tem medo de se juntar ao seu amigo e cujo amor é recíproco? Quando um anjo da morte vem ter com um crente para lhe tirar a alma, saúda-o, dizendo: “Assalamo alayka yaa Waliyullah – Que a Paz de Allah esteja contigo ó amigo de Deus”.

Allahuma ãfina min kullí baláil duniá waazabil kab-ri wua azábil áhirat Ó Allah, salve-nos das preocupações deste mundo e dos castigos e tormentos da sepultura e da vida futura”.

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

24/06/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

LA ILAHA – ILLA LLAH – A chave para o Paraíso.

Recitemos  alto na presença daquele que está às portas da morte. “ASTAHFIRULLAH – LA ILAHA – ILLA LLAH MUHAMMADU RASSULU LLAH – Peço perdão a Deus, Não há outra divindade, senão Deus e Muhammad é o mensageiro de Deus”, como forma de o lembrar e o incentivar a declarar esta chave para o paraíso. Felizardo aquele que pronunciar estas palavras na altura da sua morte.

Utban Bin Malik Al-Ansari, que era um dos homens da tribo de Bani Salim, referiu: “O apóstolo de Deus veio ter comigo e disse: “Se alguém se apresentar no dia da Ressurreição  e que tenha dito LA ILAHA – ILLA LLAH, com sinceridade e com a intenção de obter a satisfação de Deus, Deus fará que o fogo do inferno lhe seja proibido”. Bukari 76:431.

Quando declaramos que não há outra divindade, excepto Deus, é porque todas as nossas orações e as nossas preces são só a Ele dirigidas. Devemos estar entre o temor a Deus e a esperança da Sua infinita Misericórdia. LA ILAHA – ILLA LLAH. O ser humano é por natureza pecador. “Todos os filhos de Adão são pecadores e os melhores dentre os pecadores, são aqueles que se arrependem”. Tirmidi. Mas há certos tipos de pecados para os quais teremos de prestar contas. No entanto, Deus perdoa a quem quer e castiga a quem quer. Anas (Radialahu an-hu) referiu que o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “Allah, Todo o Poderoso, decretará no Dia do Julgamento: “Tirem do inferno, a pessoa que professou LA ILAHA – ILLA LLAH. E tirem aquele que tinha fé no interior do seu coração do tamanho de um grão. Tirem todos estes que recitaram LA ILAHA – ILLA LLAH ou Me recordaram em qualquer altura ou Me temeram em qualquer ocasião”.

LA ILAHA – ILLA LLAH, WA LÁHU AKBAR, WA ANÁ MINAL MUSLIMINA- Ninguém é digno de ser adorado, excepto Allah, Deus é o Maior e eu sou submisso a Deus.

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

25/06/2015

 Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

LA ILAHA – ILLA LLAH – A iluminação para a sepultura:

A recitação regular e com convicção de LA ILAHA – ILLA LLAH, será uma vela, uma lâmpada, uma iluminação que nos fará companhia e não nos abandonará até ao dia da Prestação de Contas, até que sejamos admitidos no paraíso.

Abu Darda (Radiyalahu an-hu), referiu que Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “A pessoa que recitar LA ILAHA – ILLA LLAH cem vezes diariamente, no Dia do Julgamento Final, será ressuscitada com a sua face brilhando como a lua cheia e ninguém a ultrapassará nesta categoria excepto aquele que recitar o Kalimah mais vezes do que ele”. Ibn Majá

A recordação constante de Deus, dos Seus atributos, nomeadamente, Yá Allah, Yá Rahman, Yá Rahim, Yá Haiú, Yá Kaiiúm (Ó Meu Deus, Ó Beneficente, Ó Misericordioso, Ó Vivente, Ó Subsistente), é uma luz que iluminará a nossa sepultura.  Jabir Ibn Abdullah (Radiyalahu an-hu) relatou: As pessoas viram uma luz no cemitério e eles foram ver do que se tratava. Encontraram o Apóstolo de Deus (Salalahu Aleihi Wassalam) ao pé de um túmulo e estava dizendo: “Dê-me a sua companhia!”. Era um homem que costumava mencionar o nome de Allah, em voz alta”. Sunan Abu Dawud 20:3158.

LA ILAHA – ILLA LLAH, WA LÁHU AKBAR, WA ANÁ MINAL MUSLIMINA- Ninguém é digno de ser adorado, excepto Allah, Deus é o Maior e eu sou submisso a Deus.

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

26/06/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

Quando estivermos ao pé do falecido que está a ser preparado para o funeral, ou quando visitamos os cemitérios para orarmos pelos nossos falecidos, devemos suplicar a Deus o bom, porque os anjos vão dizer “amin” aos nossos pedidos. Devemos pedir: “Ó Senhor nosso, perdoa fulano de tal, eleve o grau dele entre aqueles que estão bem encaminhados, faça da sua sepultura um lugar espaçoso e iluminado”. Muslim 4:2003. Porque na verdade, a sepultura é um lugar cheio de trevas para os seus moradores.

Devemos criar o hábito da visita aos cemitérios, seguindo a recomendação do Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam), não só para fazer as preces para os nossos falecidos familiares e amigos), para também recordarmos a morte. Muslim.

Ninguém sabe como é que os nossos falecidos se encontram nas suas sepulturas. A Misericórdia de Allah, o Perdoador e o Misericordioso é imensa. As nossas súplicas podem fazer a diferença. Issa (Aleihi Salam), Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele), estava com os seus discípulos perto duma sepultura, quando um morto foi descido à terra. Os discípulos lamentaram a escuridão, solidão e pequenez do sepulcro. Issa (Aleihi Salam) disse: “Já estivestes uma vez num lugar mais pequeno do que este, no ventre das vossas mães. Se Deus deseja aumentar (a Sua Misericórdia), fá-lo” Ahmad ibn Hambal-Kitab al-zuhd.

“RABBANÁ ÁTINA FI DDUNIA HASSANATAM WUAFIL ÁHIRATI HASSANATAM WUAQUINA ÃZÁBAL NNARI”. Cur’ane 2:201 (Nosso Senhor, conceda-nos o bem neste mundo e na vida futura e salve-nos dos castigos do fogo do inferno).

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

27/06/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

NINGUÉM É ETERNO – A morte é a mais democrática, porque atinge a todos.

“KULÚ NAFSIN ZAÁIKATUL MAUTI….”Toda a alma provará o sabor da morte e Vos provaremos com o mal e com o bem e a Nós retornareis”. Cur’ane 21:35.

A morte atinge a todos, ricos pobres, novos, velhos, doentes e os que aparentemente “vendem saúde”. Todos querem viver muitos e muitos anos, mas a nossa partida já está destinada, sem o sabermos. Os mais jovens vivem despreocupados, não pensam que a morte pode espreitar a qualquer momento. Mas são os mais velhos que ficam mais convencidos de que ainda vão viver muitas décadas. São os mais agarrados à vida, continuando a fazer longos planos para o futuro e controlando com maior regularidade, as suas muitas ou poucas riquezas.

Perguntaram a Issa (Aleihi Salam), Jesus (Que a Paz de Deus esteja com ele): “Por que são os velhos mais agarrados à vida do que os jovens?” Ele respondeu: “Porque já provaram deste mundo e os jovens ainda não”. Al-Raghib al-Isfahani.

“Tu os acharás mais ávidos de viver do que ninguém, muito mais do que os idólatras, pois cada um deles desejaria viver mil anos, porém ainda que vivessem tanto, isso não os livraria do castigo, porque Deus bem vê tudo quanto fazem”. Cur’ane 2:96.

Anas bin Malik (Radiyalahu an-hu) referiu que Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “Quando o filho de Adão (ou seja o homem) envelhece, dois dos seus desejos também envelhecem (com ele), o amor pela riqueza e o desejo por uma vida longa. Bukhari 76:430.

“Ó Allah, mantenha-me vivo se a vida for melhor para mim ou me traga a morte se a ela for melhor para mim”.

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

28/06/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

Para Deus retornaremos!

“Inna Lilahi Wa Inna Ileihi Rájiuna – Viemos de Deus e para Ele retornaremos. Cur’ane 2:156.

Quando formos atingidos por  qualquer  desgraça,  devemos dizer as seguintes palavras que estão  referidas no sagrado Cur’ane: “INNA LLILAHI WUA INNA ILEIHI RÁJIUNA “PROVIEMOS DE DEUS E PARA ELE RETORNAREMOS.” Surat Al Baqarah – 156. Allah Subhana Wataala refere no ayate a seguir, que “esses são os que vão receber as bênçãos e a misericórdia do seu Senhor”.

Também quando  recebermos  notícias de um falecimento, deveremos dizer as mesmas palavras e acrescentar uma prece para o falecido, como por exemplo “Que Allah, Ghafur  e Rahim, perdoe o falecido e a nós também; Incha Allah, (Se Deus quiser),  um dia estaremos todos reunidos para prestarmos contas”.

Perguntaram a Ibn Abass (Radiyalahu an-hu): “Para onde é que vão as almas depois de separarem-se dos corpos?”. Ele respondeu com uma pergunta: “E para onde vai a luz da lamparina  depois de acabar o óleo?”.

Allahuma ãfina min kullí baláil duniá waazabil kab-ri wua azábil áhirat Ó Allah, salve-nos das preocupações deste mundo e dos castigos e tormentos da sepultura e da vida futura”.

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

29/06/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

A necessidade da vida depois da morte.

“A vida é a preparação para a morte. A morte é uma (longa) espera para a vida eterna”.

Hazrat Abdullah Bin Umar referiu que o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “A morte é uma prenda para o crente”. Hakim e Baihaqui. A vida depois da morte é necessária para que cada alma receba o que semeou na terra. No Dia do Julgamento Final, Deus perguntará aos descrentes: “Pensais, porventura, que vos criamos por diversão (sem qualquer propósito) e que jamais retornareis a Nós?”. Cur’ane 23:115. Será que foi por acaso que nasceram crianças masculinas e femininas, dando assim continuidade à vida, quando só podiam nascer meninas ou só rapazes, terminando assim com a humanidade? Nada acontece por acaso!

Todos nós somos responsáveis pelas nossas próprias acções. Mas a responsabilidade individual, não termina com os nossos próprios actos, mas continua devido à influência que os mesmos possam provocar.  Aquele que pratica o mal e transmite esse comportamento aos seus sucessores, irá responder pelos seus pecados e pelos pecados dos seus descendentes. “Quanto a estes que cometem uma obscenidade, dizem: cometemo-la, porque encontramos nossos pais fazendo isso…” Cur’ane 7:28. Aquele que pratica o bem e assim transmite a virtude à sua geração, terá também sua quota-parte na recompensa. “Aquele que recomendar e apoiar uma boa causa, terá uma porção nas suas bênçãos, e aquele que apoiar uma má causa, irá responder pela sua parte. E Deus vê todas as coisas”. Cur’ane 4:85.

“ALLAHUMA AJIRNI MINA NNARI(Ó Allah, salve-me do fogo (do inferno).

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

30/06/2015

 Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

Inesperadamente (ou não), chega a morte!

“Inna Lilahi Wa Inna Ileihi Rájiuna – Viemos de Deus e para Ele retornaremos. Cur’ane 2:156.

O ser humano depois de deixar esta vida, é lavado pelos seus familiares e amigos e embrulhado num simples pano branco. Foi assim que o fizeram quando nasceu. A sua família e os seus amigos o acompanham até à sua morada provisória. Deixa todos os seus haveres. Vai ser enterrado. Quando acabam de lhe atirar terra (pó), fazem uma prece, rogando a Misericórdia de Deus. Entre outras preces,  pedem ao Criador, o Perdoador e Àquele que dá a vida e a morte: “Allahuma Ajirhá min ãzabil qabr – Ó Allah salve-lhe dos tormentos e dos castigos da sepultura”.

Quando olhamos para a sepultura, ficamos perturbados com a pequenez e a escuridão do local. Um arrepio invade o nosso corpo e desperta-nos para a realidade que muitas vezes esquecemos: também lá iremos parar, mais cedo ou mais tarde.

Ficará ele desamparado, sem qualquer companhia, num lugar apertado e escuro? Issa (Aleihi Salam), Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele), estava com os seus discípulos perto duma sepultura, quando um morto foi descido à terra. Os discípulos lamentaram a escuridão, solidão e pequenez do sepulcro. Issa (Aleihi Salam) disse: “Já estivestes uma vez num lugar mais pequeno do que este, no ventre das vossas mães. Se Deus deseja aumentar (a Sua Misericórdia), fá-lo” Ahmad ibn Hambal-Kitab al-zuhd. Anas Bin Malik (Radiyalahu an-hu), referiu que o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: Quando o corpo do morto é colocado na sepultura ele ouve  o som dos sapatos dos parentes e amigos, a abandonarem o local”. Muslim.

“Allahuma ãfina min kullí baláil duniá waazabil kab-ri wua azábil áhirat Ó Allah, salve-nos das preocupações deste mundo e dos castigos e tormentos da sepultura e da vida futura”.

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

01/07/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

SÚPLICAS PARA O FALECIDO

Nos minutos que antecedem à hora do iftar, devemos fazer duá (prece), pedindo a Deus tudo o que é bom para nós, para os nossos familiares e amigos, em especial para os falecidos. Hazrat Abu Huraira (Radiyalahu an-hu) referiu que o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “Há três tipos de pessoas cujas preces (duás) são aceites: 1)- o jejuador, na altura do iftar; 2)- o rei justiceiro; e 3)- o oprimido”.

Quando estivermos ao pé do falecido que está a ser preparado para o funeral, ou quando visitamos os cemitérios para orarmos pelos nossos falecidos, devemos suplicar a Deus o bom, porque os anjos vão dizer “amin” aos nossos pedidos. Devemos pedir: “Ó Senhor nosso, perdoa fulano de tal, eleve o grau dele entre aqueles que estão bem encaminhados, faça da sua sepultura um lugar espaçoso e iluminado”. Muslim 4:2003. Porque na verdade, a sepultura pode ser um lugar cheio de trevas para os seus moradores.

Auf Ibn Malik (Radiyalahu an-hu) referiu que certa ocasião, o Mensageiro de Deus (Salalahu Aleihi Wassalam) encabeçou uma oração (fúnebre) e dele aprendeu as súplicas que fazia: “Deus meu, perdoa-o e tem Misericórdia dele! Absolve-o, sê indulgente para com ele e eleva-lhe de posto no Paraíso! Faze com que sua tumba seja ampla e lava-o com água (pura), neve e granizo! Retribui-o com uma casa melhor que a sua! Faça-lhe entrar no Paraíso e livra-o dos tormentos da sepultura e do inferno!” Auf Ibn Málik referiu mais: “ao ouvir essas súplicas, desejei que o morto tivesse sido eu!”. Muslim. SubhanaAllah! In Sha Allah, quando chegar a nossa vez, que possamos também ser agraciados com uma prece semelhante!

Alláhumaaghfirlí zunúbi yá Rabbal Ãlamína.

Yá Ghafúro, Yá Ghafúro, Yá Ghafúro.

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

02/07/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

O QUE LEVAMOS PARA A SEPULTURA:

Para a nossa sepultura, não vamos levar nada connosco e por uma questão de pudor e para que não nos enterrem nus, seremos embrulhados num simples pano branco. Também o fizeram quando nascemos.

Quando o corpo do morto é colocado na sepultura ele ouve  o som dos sapatos dos parentes e amigos, a abandonarem o local”. Muslim.

“Quando um ser humano morre, suas acções findam, com excepção de três coisas: sadaqah Jaariyah (por exemplo, uma obra que perdure e que beneficie os muçulmanos); O ilm (saber) cujo benefício continua a ser obtido pelas pessoas (por ex. livro religioso escrito); e um filho crente que faz a prece para ele.” Bukhari e  Muslim.

Anas /Radiyalahu an-hu) referiu: “O mensageiro de Deus (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “Três (coisas) seguem o falecido: 1) os membros da sua família; 2) a sua propriedade e 3) as suas acções. Duas regressam e uma permanece com ele. As pessoas e as propriedades regressam, (mas) as suas acções permanecem com ele (na sepultura)”. (Bukhari e Muslim).

Alláhumma At-quiní mináa nnári wa ad hil ní fíl jannati yá Rabbal Ãlamína.

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

03/07/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

AS PERGUNTAS NA SEPULTURA

Após as cerimónias fúnebres e depois de todos se terem retirado do cemitério, o falecido é “acordado” com um  grande alarido. São os anjos Munkar e Nakir, que o vêm interrogar. Suas vozes serão intensas como trovões e os olhos como um pesado rastro de relâmpago. Eles o empurrarão, acotovelarão rudemente. Falarão asperamente e o farão sentir terror! Nessa altura, ser-lhe-ão restituídos os seus sentidos e inteligência, idênticos aos que tinha quando vivia, para responder às seguintes questões: “Quem é o teu Senhor; Qual é a tua religião; E quem é o teu Profeta”. As respostas serão dadas de acordo com as acções praticadas no mundo e nenhuma cábula será levada para servir de apoio.

Aos crentes, depois de obterem respostas satisfatórias, lhes dirão: “Durma em Paz, porque nós viemos para saber (confirmar) se tu és um verdadeiro crente”. Bhukari 3:86. O hipócrita e o descrente irão responder às perguntas: “Eu não sei, mas ouvi pessoas falando algo e por isso eu digo o mesmo”. Bhukari 3:86.

“RABBANÁ ÁTINA FI DDUNIA HASSANATAM WUAFIL ÁHIRATI HASSANATAM WUAQUINA ÃZÁBAL NNARI”. Cur’ane 2:201 (Nosso Senhor, conceda-nos o bem neste mundo e na vida futura e salve-nos dos castigos do fogo do inferno).

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

04/07/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

Crer no Dia do Juízo Final e Crer na Ressurreição e na vida depois da morte.

Amantu bilahi wamalaikatihi wakutubihi warussulihi wal-iaumil akhiri walkaderi heirihi waxarihi minal llahi taãla walbanci bandalmauti.

O mundo chegará ao fim (Qiyámat). Será numa sexta-feira, dia 10 de Muharram (primeiro mês do calendário Islâmico) e nesse dia, Allah Subhana Wataala, incumbirá  o anjo Issráfil (Aleihi Salam), para  soprar a trompeta. Com o respectivo som, toda a vida existente no mundo será destruída. A terra será sacudida, as montanhas  transformar-se-ão como flocos de algodão, o sol e a lua e todo o universo ficarão destruídos.

Diz o Cur’ane: “Tudo o que existe na terra perecerá. E só subsistirá o Rosto do teu Senhor, o Majestoso, o Honorabilíssimo”. 55:26-27. Pela segunda vez, o Anjo Issaráfil irá soprar a trompeta e  todos os mortos serão ressuscitados das suas campas e  reunidos para a prestação de contas.

RABBANÁ ÁTINA FI DDUNIA HASSANATAM WUAFIL ÁHIRATI HASSANATAM WUAQUINA ÃZÁBAL NNARI”. Cur’ane 2:201 (Nosso Senhor, conceda-nos o bem neste mundo e na vida futura e salve-nos dos castigos do fogo do inferno).

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

05/07/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

DO PÓ SEREMOS RESSUSCITADOS…

“Pelo Dia da Ressurreição!”…. “Porventura, Ele não será capaz de ressuscitar os mortos?”. Cur’ane 75: 1 e 40.

Ao longo dos milhares de anos, os nossos corpos transformar-se-ão em pó e esse mesmo pó irá ser espalhado para várias partes da terra, através dos ventos e das águas que penetrarão na nossa sepultura. Quando chegar a hora, com o Poder de Allah, as partículas de todos os corpos, serão reunidas e unidas para dar forma e vida aos nossos corpos. Ser-nos-ão restituídas a fala, a visão e os restantes sentidos.

Não é possível, as pessoas morrerem e não acontecer mais nada. Nesse caso, para os que praticam actos criminosos e pecaminosos, contrários às ordens de   Deus e dos Seus Mensageiros, a não existência do dia do julgamento final, seria o equivalente a um prémio pelos seus actos terrenos. Os que  praticaram sempre o bem, não quererão ser recompensados? Assim, um dia prevalecerá a justiça Divina. A fé na vida depois da morte, ou a sua negação, será um factor decisivo no futuro de um ser humano. Refere o sagrado Cur’ane: 38.28: “Porventura, trataremos os fiéis, que praticaram o bem, como os corruptores na terra? Ou então trataremos os tementes como os ignóbeis?”.

“RABBANÁ ÁTINA FI DDUNIA HASSANATAM WUAFIL ÁHIRATI HASSANATAM WUAQUINA ÃZÁBAL NNARI”. Cur’ane 2:201 (Nosso Senhor, conceda-nos o bem neste mundo e na vida futura e salve-nos dos castigos do fogo do inferno).

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

06/07/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

E QUANDO CHEGARÁ A HORA DA RESSURREIÇÃO?

Perguntam-te da hora, quando chegará e ocorrerá? Porém, tu (Muhammad) não tens conhecimento dela; Só o teu Senhor sabe quando ocorrerá; Tu és somente admoestador de quem a teme”. Cur’ane. 79:42,43,44,45.  “Perguntam (zombando): Quando será o dia da ressurreição?” 75:6. O dia em que ocorrerá o estremecer; Sucederá o segundo sopro; Os corações nesse dia estarão agitados”. Cur’ane. 79:6,78.

Quando ocorrerá a Ressurreição? O dia, só é do conhecimento do Criador de todas as coisas. Issa – Jesus (que a Paz esteja com ele), encontrou o Anjo Jibrail – Gabriel (que a Paz de Deus esteja com ele), e lhe perguntou: “Jibrail, quando é que chegará a hora?”. As asas de Jibrail estremeceram e ele respondeu: “Aquele que a pergunta é feita, não sabe mais do que aquele que a faz. Só Deus o revelará quando for tempo”. Abdallah ibn al-Mubarak – al-zuhd, à semelhança do referido no versículo 7:187 do Cur’ane.   

Israfil (Aleihi Salam) – Rafael (Que a Paz de Deus esteja com ele), é o anjo responsável pelos toques da trompeta no dia do Juízo Final”, que ocorrerá quando Deus assim o desejar. Ao Primeiro Som, todos os seres vivos serão destruídos. Ao soprar a trompeta pela segunda vez, todas as almas ressuscitarão com a permissão de Deus, para prestarem contas do que fizeram neste mundo passageiro.

“Ó Allah, peço tudo aquilo que leva à Tua compaixão, ao Teu perdão, ao estar salvo de todos os pecados, a alcançar a virtude, a ganhar o Paraíso e estar a salvo do inferno”. Amin.

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

07/07/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

A NOITE DE LAILATUL KADR- A NOITE DO PODER.

“EM NOME DE DEUS, O BENEFICENTE E O MISERICORDIOSO: – NA VERDADE NÓS REVELAMOS ESTA (MENSAGEM) NA NOITE DO PODER. O QUE É QUE TE FARÁ CONHECER O QUE É A NOITE DO PODER? A NOITE DO PODER É MELHOR DO QUE UM MILHAR DE MESES (83 anos e 4 meses). OS ANJOS E O ESPÍRITO DESCEM, ENTÃO, COM A PERMISSÃO DO SEU SENHOR, COM TODOS OS DECRETOS. ESSA NOITE É DE PAZ ATÉ AO ROMPER DA AURORA.”  – Cur’ane – Surat 97.

Hazrat Anas (Radiyalahu an-hu), referiu que o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “Na verdade, chegou um mês perante vós, no qual existe uma noite melhor do que mil meses. Aquele que perder uma noite destas, na verdade, ficou privado de todos os bens, e ninguém ficará privado, excepto aquele que é infortunado”.

Ao longo do ano, os muçulmanos têm dias e noites abençoados por Allah Subhanahu wa Taala. É o exemplo da noite de Lailatul Kadr, a Noite do Poder, que é equivalente (em adoração) a mil meses. A Noite de Lailatul Kadr, é procurada nas noites ímpares dos últimos 10 dias do mês sagrado de Ramadan. Nessa noite os anjos, comandados por Jibrail (Aleihi Salam) descem à terra e permanecem até à aurora, para acompanharem aqueles que se encontram em adoração. “(Nessa noite) descem os anjos e o Espírito (Anjo Gabriel), com a permissão do seu Senhor, com todos os decretos. Essa noite é de Paz até ao romper da aurora”. Surat Al Kadr 97.

Duá para a noite de Lailatul Kadr e para a toda a vida: Allahumma Innaka Afuwun Tuhibbul Afwa Fa’fu anni Ó Allah, na verdade, És perdoador, gostas de perdoar, por isso perdoa-me.”

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

08/07/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma

Estar próximo de Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) no dia da Ressurreição.

Inna Laha wa mala-i-katahú yu-çalúna ãlá nabi-í. Yá a-yu-al lazina amanú sallú ãleihi wa sallimu taslíman. “Na verdade, Allah e os Seus anjos derramam bênçãos sobre o Profeta. Ó vós que credes! Pedi bênçãos para ele e saudai-o com respeitosa saudação”. Cur’ane 33:56.

Pedir bênçãos para o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam), para além de cumprirmos com as ordens do nosso Senhor e Criador, é também demonstramos o amor e consideração que sentimos pelo Profeta. “Aquele que sente amor por alguém, lembra-se constantemente dele”. No dia em que Allah Subhanahu Wa Ta’ala mandar levantar a humanidade para prestação de contas, os crentes ansiarão por estar mais perto do Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam). No dia da Ressurreição, a sede e a preocupação serão imensas. “No Dia em que soar a trombeta e a segunda a seguir aquela, nesse Dia, os corações batem doridos enquanto os olhos se abaixam amargurados”. Cur’ane 79: 6 a 9.

No local da ressurreição, estará Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) para nos dar de beber a água de Khauçar, que nos acalmará a sede e os tormentos desse dia.

Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “No Dia do Julgamento Final, a pessoa que estará mais próxima de mim, será aquela que enviou mais Durud para mim.” Tirmizi.

O Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse ainda: “A pessoa que ouvir falar de mim, deve enviar Durud (bênçãos) e aquele que enviar um Durd para mim, uma vez, Allah conceder-lhe-á dez Duruds (misericórdias) e perdoar-lhe-á dez pecados e elevará dez graus para ele”. Ahmad e Nassai.

E Allah Subhanahu Wa Ta’ala, refere no Cur’ane: “E aqueles que obedecem a Allah e ao Seu Mensageiro, estarão na companhia dos que foram agraciados por Allah; dos Profetas (que ensinam), dos sinceros (amantes da fé), dos mártires (que comprovam) e dos justos (que fazem o bem); que excelentes companheiros serão!”. 4:69.

“Allahuma Sallí ãlá Muhammadin wa ãlá áli Muhammadin”.

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

09/07/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

A ABLUÇÃO, UM SINAL NA RESSURREIÇÃO…

Jabir (Radiyalahu an-hu) referiu que o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “cada servo será levantado, no mesmo estado em que ele morreu”. Muslim. A pessoa morre e “leva com ele”, o registo das suas (boas e más) acções. E será ressuscitada na mesma situação. Nu’am Al Mujmir (Radiyalahu an-hu), narrou que ouviu o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) dizer: “No Dia da Ressurreição, os meus seguidores serão chamados de “Al-Ghurr-ul-Muhajjalun”, por causa do traço (brilho) de ablução. E quem quiser, pode aumentar a área do brilho, através da realização regular da ablução”. Bukhari 4:138. No dia da Ressurreição, a sede e a preocupação serão imensas. O Profeta (Salalahu Aleihi Waasalam), reconhecer-nos-á através do brilho das nossas caras, mãos e pés, devido às abluções (Uzú) regulares efectuados durante as nossas vidas. Ele dar-nos-á de beber a agua da sua Fonte (Kauçar), que nos aliviará as nossas preocupações e ansiedades. Abu Huraira (Radiyalahu an-hu), referiu que o Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam) disse: “Por Aquele em cujas Mãos está a minha alma, no Dia da Ressurreição, vou afastar os estranhos da minha fonte, como os camelos estranhos são expulsos de um bebedouro privado”. Bukhari 40:555.

“RABBANÁ ÁTINA FI DDUNIA HASSANATAM WUAFIL ÁHIRATI HASSANATAM WUAQUINA ÃZÁBAL NNARI”. Cur’ane 2:201 (Nosso Senhor, conceda-nos o bem neste mundo e na vida futura e salve-nos dos castigos do fogo do inferno).

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

10/07/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

As acções que nos salvarão na Ressurreição – 1ª.parte

Abdur Rahman Bin Samrah referiu em Tibrani, Hakeem Tirmizi e Asphahani que o Profeta Muhammad (Salalahu Aleihi Wassalam), veio ter com ele quando estava na companhia de outros Sahabas (Radiyalahu an-huma) e contou-lhes que na noite anterior teve um sonho muito especial e que viu várias pessoas em dificuldades e que as seguintes boas acções lhes salvaram:

“Eu vi um homem a quem o anjo da morte tinha aparecido para lhe levar a alma. Nessa altura, apareceu a bondade que ele tinha tido com os seus pais e disse adeus ao anjo da morte.

Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores, que tinha acabado de ser  enterrado e quando chegou a hora da punição do túmulo, veio o seu Uzhú (ablução) e salvou-o da punição.

Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores quase a morrer e os demónios lhe tinham feito a vida miserável. Veio então à sua memória a lembrança de Deus, que afastou os demónios (Shaytan).

Eu vi um homem entre os meus seguidores a quem os anjos da punição tinham aterrorizado e entristecido. Vieram então as suas orações (Salat) e salvaram-no.

Eu vi uma pessoa sequiosa entre os meus seguidores, com a língua de fora, que não conseguia beber água quando pretendia fazê-lo. Veio então o seu jejum e saciou-lhe a sede.

Eu vi um homem entre os meus seguidores, que estava ao pé dos Profetas e foi impedido por eles de se sentar ao lado deles.  Veio o seu Ghussal (banho obrigatório após o contacto intimo com o seu conjugue) e o fez sentar-se ao meu lado”.

(Continua)

“RABBANÁ ÁTINA FI DDUNIA HASSANATAM WUAFIL ÁHIRATI HASSANATAM WUAQUINA ÃZÁBAL NNARI”. Cur’ane 2:201 (Nosso Senhor, conceda-nos o bem neste mundo e na vida futura e salve-nos dos castigos do fogo do inferno).

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

11/07/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

As acções que nos salvarão na Ressurreição – 2ª.parte

Continuação das palavras do Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam), dirigidas aos seus companheiros, a contar-lhes o que tinha visto num sonho:

“Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores, rodeada de escuridão e que não sabia para onde ir. Veio então o seu Hajj e Umrah, tirou-a da escuridão e trouxe-a para a luz.

Eu vi um homem entre os meus seguidores que falava aos crentes, mas que não o escutavam nem respondiam. Veio então o seu bom comportamento com os seus parentes e disse bem alto: “Ó crentes! Falem com ele” e então toda a gente escutou e  falou.

Eu vi um homem entre os meus seguidores a pôr as mãos sobre a cara para se proteger do calor e do fogo do inferno. Veio então a sua caridade, tornou-se num muro, salvou-o do fogo e tornou-se numa sombra sobre ele.

Eu vi um homem entre os meus seguidores, rodeado pelos anjos da punição. Veio então a sua prevenção do mal e a sua imposição do bem (Propagação da Fé), salvou-o dos anjos da punição e entregou-o aos anjos da misericórdia.

Eu vi um homem entre os meus seguidores a tentar ir ter com Deus de joelhos, mas havia uma cortina no caminho. Vieram então os seus bons hábitos e maneiras, pegaram na sua mão e levaram-no até Deus.

Eu vi um homem entre os meus seguidores, cujas folhas de boas acções vinham da mão esquerda. O temor a Deus, que ele tivera na sua vida, entrou então no seu coração e pôs as folhas das suas acções na sua mão direita”.

“RABBANÁ ÁTINA FI DDUNIA HASSANATAM WUAFIL ÁHIRATI HASSANATAM WUAQUINA ÃZÁBAL NNARI”. Cur’ane 2:201 (Nosso Senhor, conceda-nos o bem neste mundo e na vida futura e salve-nos dos castigos do fogo do inferno).

(Continua)

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

12/07/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

As acções que nos salvarão na Ressurreição – 3ª.parte

Continuação das palavras do Profeta (Salalahu Aleihi Wassalam), dirigidas aos seus companheiros, a contar-lhes o que tinha visto num sonho:

“Eu vi um homem entre os meus seguidores, cujas folhas de boas acções estavam na sua mão direita.

Eu vi um homem entre os meus seguidores, cujas boas acções eram menores e mais ligeiras do que as más acções. Veio então a sua “Fart” e tornou as boas acções mais pesadas. “Fart” são as crianças que morrem muito jovens e os pais mostram resignação, com a esperança de obterem  recompensa.

Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores às portas do inferno. Veio então o seu temor a Deus no mundo e salvou-a.

Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores prestes a cair no inferno. Vieram então as lágrimas que ela costumava chorar por temor de Deus no mundo e salvaram-na do inferno.

Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores que estava em pé e a tremer na ponte de Sirat (Ponte que nos separa o inferno do paraíso). Veio então a sua esperança em Deus e ela atravessou a ponte.

Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores que estava a andar de joelhos na ponte de Sirat. Veio então o seu Salat (orações), fê-la levantar-se e ela atravessou a ponte.

Eu vi uma pessoa entre os meus seguidores a quem a porta do paraíso se tinha fechado quando ela lá chegou. Veio então o seu Kalimah Shahadah – La ilaha illallah (Não há outra divindade, senão Deus – declaração de fé), abriu-lhe a porta e deixou-a entrar”.

SubhanaAllah! SubhanaAllah! SubhanaAllah!

“RABBANÁ ÁTINA FI DDUNIA HASSANATAM WUAFIL ÁHIRATI HASSANATAM WUAQUINA ÃZÁBAL NNARI”. Cur’ane 2:201 (Nosso Senhor, conceda-nos o bem neste mundo e na vida futura e salve-nos dos castigos do fogo do inferno).

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

13/07/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

OS ANJOS RECEBEM OS CRENTES COM “ASSALAMO ALEIKUM”

Os crentes serão acompanhados pelos anjos, que lhes indicarão as várias portas do Paraíso, para que possam escolher e pelas quais entrarão para nunca mais sentirem receio, fome, humilhação, doenças, tristezas e todas outras aflições próprias deste mundo. Será uma vida eterna de paz e de tranquilidade. E os anjos do Paraíso os receberão com mesma saudação que eles costumavam utilizar para saudar os seus, quando lhes desejavam a Paz de Allah, dizendo: “Assalamo Alaikum”. “(Os anjos dirão): “Que a Paz esteja convosco! Entrai no Paraíso, pelo que haveis feito”. Surat An Nahl 16:32. E os anjos lhes mostrarão tudo aquilo que lhes foi prometido como recompensa de terem passado uma vida na rectidão e na submissão às ordens Divinas. “… e os anjos os receberão, dizendo-lhes “Eis aqui o dia que vos foi prometido”. Surat Ambiyá 21:103. “A saudação deles (dos anjos), no dia em que comparecerem perante Ele, será: Paz! E está-lhes destinada uma generosa recompensa”. Surat Al Ahzab 33:44.

Todos os Louvores são para a Allah, Subhana Wataala que criou os anjos, que para além de desempenharem as suas funções, também nos protegem e intercedem por nós.

Lá iláha illaAllahu nastagfiru LLaha nas-a-lukal jannáta wa na-u-zubica mina nnári.

Cumprimentos

Abdul Rehman

14/07/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento para a alma.

O crente piedoso pedirá para que a sua família seja reunida à sua volta.

E os virtuosos que rogaram pelos seus, que lhes seguiram na Fé em Deus e na Crença na Vida Futura quererão ver no paraíso, toda a sua família reunida à sua volta. E os anjos que ouviram as suas preces, disseram Amin e transportam estas preces para Aquele que ouve tudo e que aceita os pedidos dos virtuosos.

Segundo o tafsir do imamo Ibn Khatir, Said Bin Jubair referiu que quando os crentes entrarem no Paraíso, vão perguntar onde se encontram os seus pais, as suas esposas / maridos, os seus filhos, os seus irmãos. Ser-lhes-á dito que eles não alcançaram o mesmo nível através das suas próprias acções. Mas os crentes irão argumentar de que as boas acções que praticaram, não foram só para benefício próprio, mas também para beneficiarem os seus. Em seguida serão todos reunidos, apesar de terem posições diferentes e ninguém sairá prejudicado. Depois Said Bin Jubair recitou o versículo (duah dos anjos): “Ó Senhor nosso, introduze-os nos Jardins do Éden, que lhes prometeste, assim como os virtuosos dentre os seus pais, as suas esposas e a sua prole, porque Tu és o Poderoso, o Prudentíssimo”. Surat Gháfer 40:08. SubhanaAllah!

E Allah Subhanahu Wataala, nunca quebra a Sua promessa. “São jardins do Éden, nos quais entrarão com os seus pais, seus companheiros e seus filhos que tiverem sido virtuosos e os anjos entrarão por todas as portas, saudando-os: Que a Paz esteja convosco por vossa perseverança. Que magnífica é a Ultima Morada”. Surat 13:23 e 24.

Cumprimentos

Abdul Rehman

15/07/2015

Bismilahir Rahmani Rahim (Em nome de Deus, o Beneficente e Misericordioso)

Jejum, um alimento que nos encheu a alma.

HAMBANI, HAMBANI YÁ RAMADAN – ADEUS, ADEUS Ó RAMADAN. TU VIRÁS NO PRÓXIMO ANO, MAS NÓS NÃO SABEMOS SE TE VAMOS ENCONTRAR.

Com o mês de Ramadan a chegar ao fim, rogamos a Allah Subhanahu Wa Ta’ala para que aceite todas as nossas adorações verbais, físicas e materiais. “Allahumaghfirli yá Arhama Ráhimin”. Ó Allah, perdoa-me e tenha pena de mim, ó Tu mais Misericordioso de todos os que mostram misericórdia! Yá Ghafur, Yá Ghafur, aceite os nossos pedidos de perdão, de modo que na nossa viagem de regresso, as nossas almas fiquem mais leves de pecados e recheadas de recompensas, para que possamos obter a Tua satisfação. “INNA LLILAHI WUA INNA ILEIHI RÁJIUNA– Viemos de Allah e para Ele será o nosso regresso”. Cur’ane 2:156.

Yá Khâliq, Tu ês o Criador de todas as coisas, Tu dás a vida e a morte. Conceda-nos o privilégio de estarmos vivos até ao próximo Ramadan, para que possamos jejuar mais um mês completo, com fé e esperança na tua infinita Misericórdia.

 ALLAHU NURO SAAMÁ WÁTI WAL ARDH. Ó Allah, Tu que ês a Luz dos Céus e da Terra”, ilumine a nossa sepultura, através do Zikr que fizemos louvando-Te e testemunhando de que não há outra divindade senão Allah, o Senhor do Universo. Lá ilaha illaAllah, Lá ilaha illaAllah…

Subhána rabbika rabbil ynzzati ãmmá yacihúna. Wa salámun ãlal mursali-na. Wal handu Lillahi rabil ãlami-na. Glorificado seja o teu Senhor, o Senhor do Poder, de tudo quanto (Lhe) atribuem. E que a Paz esteja com os mensageiros. E louvado seja Deus, Senhor do Universo. Surat As-Saaffat 37:180 a 182.

Até para o próximo ano, IN SHA ALLAH, IN SHA ALLAH, IN SHA ALLAH…

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

16/07/2015.

Assalamo Aleikum Warahmatulah Wabarakatuhu,

– IDUL FITR – EID MUBARAK

Após um mês inteiro a jejuarmos e a incrementarmos as orações, Allah Subhanahu wa Ta’ala, concedeu-nos o Idul Fitr, (festa religiosa em comemoração do final do mês de Ramadan). É um dia de alegria, comemorado pelos muçulmanos, começando por dirigirem-se à Mesquita para a oração. Nesse dia, Deus pergunta aos anjos: “Qual deve ser a recompensa daqueles servidores que cumpriram o serviço deles devidamente?” Os anjos respondem: “Ó nosso Senhor e Mestre! Na verdade eles devem receber toda a recompensa por completo. Allah diz.  “Eu testemunho-vos, ó anjos, por eles terem jejuado para Mim durante o mês de Ramadan e por terem ficado em pé nas orações nas noites, Eu lhes garanti como recompensa a Minha satisfação e lhes garanti o perdão”.

ALLÁHU  AKBAR   –  ALLÁHU AKBAR. LÁILAHA  IL – LALLÁHU. WALLÁHU  AKBAR. ALLÁHU  AKBAR.  WALIL – LÁHIL – HAMD.

Allah é o Maior. Allah é o Maior. Não há outra divindade excepto Allah e Allah é o Maior, Allah é o Maior e todos os louvores pertencem só a Allah.

– No dia de Idul Fitr, antes de nos dirigirmos à Mesquita, devemos comer tâmaras, em número impar.

– Devemos usar a melhor roupa e o melhor perfume. É um dia de festa. Depois das orações devemos regressar à casa por um caminho diferente do que utilizamos na ida.

-Nas orações do Idul Fitr e Idul Adhá não há azan nem ikhamah, nem quaisquer orações facultativas entre as orações de Fajr e dos Ides.

– Dar prendas, incrementa as nossas amizades. Segundo Aisha (Radiyalahu an-há), o Profeta (Salalahu Aleihu Wassalam) aceitava prendas e em retribuição, também dava prendas. – Bukhari. 

Para todos os meus irmãos e irmãs, os meus sinceros votos de um dia de Idul Fitr com paz e harmonia. Que prevaleça a irmandade entre todos nós.   

Cumprimentos

Abdul Rehman Mangá

17/07/2015

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s